Uncategorized

Aprovada urgência no socorro às empresas de ônibus de Curitiba

Vereadores aprovaram regime de urgência para projeto do prefeito Rafael Greca que prevê a reserva de até R$ 200 milhões para socorrer as empresas do transporte coletivo de Curitiba, como compensação pela perda de receita em razão da pandemia do coronavírus. O projeto deve ser votado em plenário na segunda (4 de maio).

O dinheiro sairá do fundo anticrise da Prefeitura de Curitiba e será destinado a cobrir custos administrativos, folha de pagamento, plano de saúde, seguro de vida e cesta básica dos funcionários das empresas e tributos. A prefeitura alega que com a pandemia, o número de passageiros dos ônibus pagantes caiu de 650 mil para 140 mil diários. E que a redução de receita foi de R$ 76,5 milhões mensais antes do coronavírus para R$ 51 milhões em março.

3 Comentários

  1. sergio gonçalves Responder

    O nobre prefeito também vai socorrer todas as empresas em dificuldades em Curitiba?
    Afinal seria justo né.

  2. Sarinha ou Safadinha Responder

    ABSURDO !!! ONDE ESTA O CAPITAL DE GIRO DESTAS EMPRESAS MILIONÁRIAS ?? RESERVAS E APLICAÇÕES ?? NA SUÍÇA, ILHAS CAYMAN E ETC !!
    DEPOIS ACERTAMOS TUDO NO ALMOÇO DO COUNTRY CLUB !!!!!

  3. O prefeito é contra a abertura do comércio e manda todo mundo ficar em casa… com isso o faturamento dos ônibus cai abruptamente… então a prefeitura dá 200 milhões prá ajudar os empresários do transporte… alguém vai levar vantagem nessa estória… mas não é o povão… será que depois as empresas vão retribuir a generosidade do Greca e doar uma graninha prá campanha dele?

Comente