Uncategorized

Fux critica liberação do
chefe do PCC no Paraná

Futuro presidente do Supremo Tribunal Federal (‘STF), o ministro Luiz Fux ficou irritado com a informação de que o chefe do PCC no Paraná, Valacir de Alencar, condenado a 76 anos, foi posto em regime domiciliar por causa do coronavírus e… fugiu. Para Fux, a Justiça deveria analisar com rigor os casos. “Antes de qualquer decisão, uma análise criteriosa deve ser feita pelos juízes. A liberdade de um preso não pode colocar em risco a segurança da sociedade e gerar uma crise na segurança pública.

5 Comentários

  1. Tem cada juiz por aqui de da dó.
    Mas também, se o presidente do STF foi reprovado no concurso, esperar o quê?

  2. NÃO VOTE EM QUEM JÁ FOI Responder

    Estou surpreso. O SS, bunda tatuada, não emitiu nenhum comentário aplaudindo esta liberação.

Comente