Uncategorized

Bolsonaro diz que vetará reajuste a servidores: “menos drástico”

O Antagonista

Atendendo ao pedido de Paulo Guedes, Jair Bolsonaro disse hoje que vetará trechos do projeto de ajuda a estados e municípios para garantir o congelamento de salário dos servidores por um ano e meio.

O congelamento de salários do funcionalismo é uma contrapartida à ajuda oferecida a estados e municípios. Na Câmara e no Senado, parlamentares alteraram a proposta para dar direito a reajuste a várias categorias, como policiais e professores.

“Eu sigo a cartilha do Paulo Guedes na economia. […] Servidor tem estabilidade e tem o salário. Há pouco, a proposta do presidente da Câmara [Rodrigo Maia] era de cortar 25% do salário para todo mundo, mas o Paulo Guedes decidiu que poderia ser menos drástico, e assim foi combinado.”

Ontem, o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo, disse que foi orientado pelo próprio Bolsonaro a aprovar o texto.

1 Comentário

  1. Além de boçal é mentiroso, o líder do governo na Câmara apoiou a mudança no projeto aprovado no Senado, concedendo aumento aos servidores à área de saúde. Para não queimar o filme de vez com o Posto Ipiranga agora vem com esta demagogia barata. Foi assim que o Moro desembarcou deste desgoverno

Comente