Uncategorized

Eduardo Bolsonaro pede “medida enérgica” contra ministros do STF

De O Globo

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) criticou dois inquéritos do Supremo Tribunal Federal (STF) e afirmou que é necessário punir o ministro Alexandre de Moraes por abuso de autoridade. Ele disse também que “quando chegar ao ponto que o presidente não tiver mais saída e for necessário uma medida enérgica ele é que será taxado como ditador”.

”Suspender esse inquérito não basta. A gente vai ter que punir, isso é abuso de autoridade “, afirmou, em referência ao inquérito das fake news, comandado por Moraes. Em seguida, Eduardo listou uma série de ações do STF, incluindo também o inquérito que investiga supostas interferências do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF), relatado pelo ministro Celso de Mello, e questionou: “quem é o ditador nessa história?”.

5 Comentários

  1. O STF virou a famosa “casa da ,ãe Joana”. Ninguem se entende e tampouco sabe de que lado correr. Um bando de malacos fingindo ser Ministro… ainda mais do STF !?

  2. NO MINIMO OS MINISTROS IRRESPONSAVEIS DEVERIAM SER PROCESSADOS OU NÃO PODE DIZER ISTO TAMBEM?
    O STF SÓ QUER UMA COISA: LAGOSTA E VINHOS CAROS PARA ENFRENTAR ESTA PANDEMIA.

  3. SERGIO SILVESTRE Responder

    Medida enérgica é cortar a mordomia dos “ministros”, fazê-los comer feijão e arroz como a maioria dos pobres deste país, se bem que deviam comer mesmo mortadela face seu viés esquerdista; Acabar com os cafés e acepipes dos lanchinhos da tarde e faze-los trabalhar de verdade em vez de ter centenas de assessores.Nem os processos do Lula são anulados e arquivados. Então para que servem estes m”ministros”?

  4. SERGIO SILVESTRE Responder

    Os intestinos “ministeriais” são muito sensíveis para comer feijão com arroz e tomar água de torneira com o nós petistas hoje estamos fazendo, quando podemos!

Comente