Uncategorized

Curitiba: fiscais embargaram 26 estabelecimentos por aglomerações

Desde 17 de abril, quando entrou em vigor a resolução 01/2020, que estabelece medidas para serem colocadas em prática pelos estabelecimentos comerciais e de serviço em atividade, os fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo realizaram 263 fiscalizações em Curitiba. Foram ações diurnas e noturnas, em diferentes bairros, que resultaram em 229 notificações sobre questões relacionadas à covid-19 e 112 notificações por irregularidades apresentadas nos alvarás.

Os fiscais também aplicaram ações de embargo em 26 estabelecimentos que acabaram tendo as atividades encerradas no ato da fiscalização.

“Nossas equipes estão constantemente nas ruas, vistoriando os estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços para coibir excessos e garantir que comércios em funcionamento obedeçam rigorosamente às medidas de postura sanitária para o enfrentamento da pandemia”, diz o secretário municipal do Urbanismo, Júlio Mazza.

Somente na primeira semana de junho foram realizadas 47 vistorias, dia e noite. Neste período foram aplicadas 40 notificações referentes à resolução 01/2020 e 19 por inadequações nos alvarás.

Bares no Hauer, Cristo Rei e duas tabacarias, uma Sítio Cercado e outra no Tatuquara, foram embargados e tiveram as atividades imediatamente suspensas nas ações realizadas entre os dias 1 a 6 de junho.

Comente