Uncategorized

Secretária é ameaçada após medidas restritivas, diz deputado

O deputado estadual Michele Caputo Neto (PSDB) afirmou, em sessão remota da Assembleia Legislativa do Paraná nesta quarta-feira (17), que a secretária municipal de Saúde de Curitiba Márcia Huçulak está sofrendo ameaças. Segundo Caputo, o motivo foi a mudança para bandeira laranja na capital, que resultou no fechamento de academias e bares.

A gente podia formar um coletivo para dar mais apoio aos gestores da Saúde nestes momentos. Conversei ontem com a Márcia Huçulak e ela foi ameaçada junto com a família”, afirmou Caputo, que já foi por duas vezes secretário estadual de Saúde no Paraná.

7 Comentários

  1. Realmente este pessoal não é civilizado mesmo.
    Eu tinha impressão disso, apenas.
    Ao ler esta notícia, agora tive certeza.
    Esse pessoal da reabertura tem todo de ir para uma ilha deserta, onde eles possam exercer o direito de ser idiotas à vontade, sem colocar em risco outras pessoas.

    Cuidado, caros adeptos da saúde do próprio bolso…
    Pois se as coisas fugirem mesmo ao controle, não pensem que vocês vão refugiar-se em hospitais particulares.
    Se a coisa ficar feia mesmo, o Estado e os Municípios não só têm o direito como o DEVER de requisitar vagas e leitos das unidades privadas, e formar uma fila única para atendimento.

    Qual parte da frase ‘No final, estaremos todos no mesmo barco’ essa gentalha, a fake elite, ainda não entendeu?

  2. Boa noite Fabio, estou voltando de Gramado e Canela-RS e fiquei cinco dias em um hotel na Serra do Rio do Rastro-SC. Fabio, lá esta tudo aberto, desde restaurantes e comércio, todos usando máscaras e tomando os cuidados necessários contra a pandemia. Fabio, aqui em Curitiba essa comunista da Secretária de Saúde Municipal, está querendo quebrar a nossa cidade. Fabio, já estamos iniciando um trabalho silencioso, para na próxima eleição tirarmos esse Prefeito incompetente e sua corja. Fabio, vamos fazer com o Greca, como fizemos com o Senador Requião, vamos fazer ele perder as eleições nas redes sociais.

  3. Declaro meu apoio incondicional a todas as autoridades que estão tentando remar contra a maré de incivilizados que ameaça tragá-las, ao tomar medidas corretas.

    Tem muita gente que em 50, 100 anos, estará na lata de lixo da história, nos livros de história do futuro.

    Esse pessoal da reabertura, da cloroquina, da gripezinha, da saúde do próprio bolso estará no meio da lata de lixo da história.
    Nossos descendentes lerão os livros e ficarão incrédulos.
    Será que esse pessoal segue a lógica dos gulags soviéticos, que era: “Morra você hoje, que eu morro amanhã!” ?
    Parece.

  4. Gostaria de lembrar aos adeptos da saúde dos próprios bolsos que mesmo que haja UTI, não haverá intensivistas.
    Eu não estou falando do que eu não sei.
    Minha esposa é médica, e contraiu covid.
    E eu contraí também.
    Conversei hoje com minha esposa sobre isso (via whatsapp – estamos na mesma casa, mas como o estado dela é mais grave que o meu, estamos completamente isolados)…
    Em resumo, o que ela falou-me foi o seguinte:
    Vocês acham que existe excesso de intensivistas ? Não. Há falta de intensivistas.
    Poucos médicos especializam-se como intensivistas. E eles são os mais atingidos pela COVID, por motivos óbvios.
    Não é qualquer um que pode fazer uma intubação.
    Precisa ser pessoa treinada e BEM treinada.
    Se não for feita direito, mata-se o paciente…
    Há muita mais coisa envolvida do que o não civilizados que querem que tudo volte imaginam…

  5. Fernandinho querido:
    Quem está querendo quebrar as cidades, os estados e o país é o tal de Bolsonaro.
    Cadê a ajuda para as empresas? Vá tentar obtê-la para ver se consegue.
    Cadê a ajuda para as pessoas? Vá tentar obtê-la para ver se tudo sai nos conformes.
    Não sai…
    O seu amiguinho Bolsonaro poderia começar a governar, não acha?
    Chega de confusão, polêmicas idiotas criadas para a militância acéfala. Avisa para o seu mito que a campanha eleitoral já acabou…
    Pode ser?

  6. Fernando, você é o que?
    Você é médico?
    Ou é outro igual ao Dr. Jair, que fala coisas cuja fonte é a famosa ‘TDMB’- ‘tirei da minha bunda’?
    Você ao menos tem algum conhecimento e curiosidade sobre o assunto?
    Já leu sobre ele?
    Você ao menos tem condições de conversar com uma pessoa que entenda do assunto (doença, pandemia) sem falar coisas do senso comum?
    Você tem alguém com quem conversar para explicar-lhe as coisas?

Comente