Uncategorized

Grupos bolsonaristas usavam
chácara para treino paramilitar

Chácara alvo de uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal era usada pelos grupos “300 do Brasil”, Patriotas” e “QG Rural”, apoiadores do presidente Bolsonaro, para reuniões e treinamento paramilitar.

No local, que fica na região de Arniqueira, a 22 quilômetros de Brasília, foram apreendidos: fogos de artifício, planos de ação para manifestações, celulares, um facão, um cofre e outros materiais que seriam usados em protestos antidemocráticos.


4 Comentários

  1. JOSÉ CARLOS TEODORO DE OLIVEIR Responder

    Grupo paramilitar com meia duzia de foguetinhos de um so tiro. Analise bem antes de postar essas bobagens Fabio. Essa foi ridicula.

  2. Ajuda eu aí gente: que possível crime se comete com um recorte de papel em formato de “carinha de urso”? Aquele pedaço de papel ali entre o “cartaz” chega e aquele fogos de artificio de 1 tiro…….
    Na boa gente, depois que o STF julgou que para exercer a função de jornalista não é mais preciso curso superior me parece que aqueles que tinham de fato o curso esqueceram das aulas de ética……. a não ser que se consiga com o dono da porcada uma verba publicitária, um financiamento para algum projeto cultural……sei lá!

  3. jorge costa filho Responder

    Me desculpe,mas o resultado dessa operação nem criança acredita. Muita palhaçada. Não deviam expor a PF a um ridículo desse

Comente