Uncategorized

Feder: ‘Não houve convite’

Cotado para assumir o Ministério da Educação, o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, disse que se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na manhã desta terça (23) por mais de uma hora e foi questionado sobre planos para a pasta, como, por exemplo, sugestões de como o governo poderia lidar com a reabertura das escolas.

De acordo com Feder, no encontro, porém, o presidente não oficializou o convite para que ele comande a pasta. Segundo o secretário de Educação, a conversa foi técnica e tratou de medidas que o MEC poderia tomar para apoiar os estados e municípios em políticas para a educação e de perspectivas para a retomada das aulas presenciais nas escolas.

“Não houve convite. Depois de mais ou menos uma hora de conversa, ele disse ‘muito obrigado, gostei da conversa’ e ficou de fazer as análises”, disse.

 

1 Comentário

  1. O empresário e secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, um dos cotados para comandar o Ministério da Educação no lugar de Abraham Weintraub, foi denunciado por sonegação fiscal e responde a processo milionário na Justiça de São Paulo, que corre em sigilo.

Comente