Uncategorized

Eleições: Greca confirmado para tentar reeleição; Mocellin, Carol Arns e João Guilherme também na disputa

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, foi confirmado na noite desta segunda-feira (31) como candidato à reeleição pelo Democratas (DEM). Durante a convenção, que foi realizada no Palácio Garibaldi, Greca discursou sobre as ações realizadas durante o mandato e recebeu apoio de diversos correligionários, incluindo o presidente nacional do partido, ACM Neto.

Com uma fala bastante entusiasmada, Greca disse que vai buscar continuar servindo a cidade que é o seu “berço”. “Pelo bem de Curitiba e do Paraná, eu os convido a virem somar com a gente nesse momento de busca por paz política. Venham somar conosco no socorro que precisamos dar aos que podem perder empregos, mas não devem perder empregos. No socorro que precisamos dar a todos que tem que manter a saúde”, disse. As informações são da Banda B.

Outro ponto que chamou a atenção no discurso de Greca foi uma crítica ao seu antecessor e possível adversário nas eleições. Sem citar nominalmente Gustavo Fruet (PDT), Greca relembrou do Viaduto da Vila Pompéia, que passou por obras de manutenção para inclusão de alças de acesso. “E nós vamos fazer com que todas as obras sejam terminadas, nada ficará inacabado. Viaduto sem alça é coisa do passado, xô tranqueira”, discursou.

Rafael Greca é formado em Economia e Engenharia, com especialização em Urbanismo e membro concursado do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc). Foi vereador, deputado estadual constituinte, prefeito de Curitiba, deputado federal e ministro de Estado do Esporte e Turismo. Presidiu a Companhia de Habitação do Paraná entre 2007 e abril de 2010, quando assumiu mandato de deputado estadual. Foi eleito prefeito de Curitiba em 2016 com 53% dos votos.

Mais três candidatos

Além de Greca, outros três candidatos foram confirmados nesta segunda-feira (31).

Pelo Novo, o médico-oftalmologista João Guilherme foi oficializado candidato a prefeito. Geovana Conti foi a escolhida para candidata a vice. A convenção também oficializou uma chapa de candidatos à Câmara Municipal, com 32 nomes, sendo dez mulheres.

O Partido Verde lançou o professor e historiador Renato Mocellin para a disputa. Graduado em Direito, História e Estudos Sociais pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), Mocellin possui pós-graduação em História da Arte pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-PR). É também mestre em Educação pela UFPR (2009).

Pelo Podemos, Caroline Arns foi a escolhida. Filha do senador Flávio Arns (Rede), ela é formada em direito e administração, é professora da FAE Business School e já passou pela Fundação de Ação Social de Curitiba em 2011 e 2012.

Próximas convenções

Dia 5, o PSB deve confirmar o ex-prefeito e deputado federal Luciano Ducci para a disputa.

O PSD de Curitiba convocou a convenção para 10 de setembro, para confirmar a candidatura do deputado federal Ney Leprevost. Ex-secretário da Justiça, Família e Trabalho do governo do Paraná, Ney Leprevost é pré-candidato a prefeito da capital paranaense mais uma vez. Em 2016, chegou ao segundo turno com Rafael Greca e ficou com 47% dos votos, contra os 53% obtidos pelo prefeito eleito.

No dia 12 de setembro o PDT vai oficializar a candidatura do ex-prefeito e deputado federal Gustavo Fruet.

Também no dia 12, o PSL irá oficializar o deputado estadual mais votado do Paraná, Delegado Francischini como candidato.

Ainda no dia 12, o REDE confirmará Eloy Casagrande para disputar a prefeitura de Curitiba.

O PL tem convenção no dia 15 e deverá ter a deputada federal Christiane Yared como candidata.

Mesmo dia em que o MDB pode oficializar João Arruda.

Há ainda convenções programadas pelo PT, Cidadania, PSOL, Republicanos, PCdoB e PATRIOTAS, entre outros.

Comente