Uncategorized

Curitiba confirma 284 novos casos de Covid-19 e dez mortes nesta quarta

Curitiba registrou nesta quarta-feira (9/9), 284 novos casos de Covid-19 e dez óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde.

As novas vítimas são quatro homens e seis mulheres, com idades entre 32 e 86. Todos com algum fator de risco para as complicações da covid-19.

Até agora são 1.092 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Novos casos
Com os novos casos confirmados, sobre 36.692 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 31.220 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

São 4.380 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

UTIs do SUS

Nesta quarta-feira (9/9), a taxa de ocupação dos 349 leitos de UTI do SUS exclusivos para covid-19 é de 81%. Todos os pacientes que são internados com quadro de síndrome respiratória aguda grave vão para os leitos exclusivos covid-19 e não apenas os casos confirmados da doença. No momento são 67 leitos livres.

Números da covid-19 em 9 de setembro
284 novos casos
10 novos óbitos

Números totais

Confirmados – 36.692
Investigação: 651
Recuperados – 31.220
Óbitos – 1.092

1 Comentário

  1. Até parece que esta pandemia é brincadeira de festas juninas,onde quem usar a fantasia mais engraçada é a estrela da festa. Com a pandemia é mais ou menos assim: só depois que alguém da família de um destes incrédulos morrer é que vão acreditar que o mal existe e também bate na à porta. Quantas vezes ouvimos as autoridades pedirem o uso de máscaras, de álcool em gel e somente sair de casa em muita necessidade?Mas não, o que vimos foi um final de semana regado a festas, parques lotados e máscaras no queixo para dar lugar ao copo de bebida.
    Os números estão chegando à nossa porta. As vacinas ainda estão em testes. Então, que cada um que decida seu destino e entregue a Deus seu amanhã.Mais um final de semana está chegando e certamente os atingidos vão reclamar do governo, vão dizer que as UPAs estão sempre lotadas e que os médicos são incompetentes.
    Quem viver verá.

Comente