Uncategorized

Baladas clandestinas em Curitiba


A realização das chamadas “baladas clandestinas”, que estão suspensas devido a pandemia do novo Coronavírus, literalmente “bombou” no último final de semana em Curitiba.

Um dos eventos, com mais de 500 participantes, garantiu tudo aquilo que não é recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para evitar a propagação da infecção Covid-19, informa o Paraná no Ar.

Nas redes sociais, muitos dos frequentadores das baladas postam os melhores momentos com direito a mergulho na piscina (foto reprodução acima) e aglomerações com distanciamento social zero.

O Sindicato das Empresas de Gastronomia, Entretenimento e Similares de Curitiba (SindiAbrabar) cobrou ações do poder público.

“Só as pessoas que estão indo para estes lugares estão enxergando? Será que é só esses que enxergam? Os vizinhos não escutam?”, indaga.

Este tipo de promoção, ainda de acordo com o SindiAbrabar, só prejudica a categoria que tem atuado de forma a atender os protocolos editados pela Prefeitura de Curitiba.

4 Comentários

  1. Não é culpa do poder público, visto que as providências para o fechamento destes estabelecimentos é determinada. O problema são as pessoas que frequentam esses locais. Sabem dos riscos, os desprezam e são os primeiros a fazer “passeatinhas” e “manifestaçõeszinhas”, colocando a culpa em quem não tem. Os que deveriam ser presos são os promotores destes eventos.

  2. Enfermeira Suzana Moura Responder

    O governo tem culpa sim. Pago impostos para que haja fiscalização sobre a obediência ou desobediência às leis.

  3. O Problema Que Estas Pessoas Vão Levar o Virus Pra Dentro de Suas Familias e Suas Casas,,,Dai ,,Não Saúde Que Resolva..Não Adianta Criticar Govenos Viu Seus Baladeiros………………………..

Comente