Uncategorized

Em Paranaguá, Marcelo Roque
fora da disputa e agora multado


Do Valdir Cruz – O juiz eleitoral de Paranaguá, Guilherme Moraes Nieto, multou o ex-candidato a prefeito, Marcelo Roque (Podemos) por usar de artifícios jurídicos para tentar atrasar o processo de impugnação da sua candidatura. A multa aplicada, na segunda-feira, 02, é no valor de cinco mil reais. O juiz também advertiu de que esse instrumento não deve mais ser usado enquanto o processo estiver em tramitação.

Marcelo Roque teve sua candidatura impugnada há uma semana por infringir a Lei Eleitoral, que não permite que uma família dispute por três vezes consecutivas o mesmo cargo administrativo. No caso de Paranaguá, esta ilegalidade está bem clara. Em 2012, Mário Roque se elegeu prefeito (morreu durante o exercício do cargo, em 1° de julho de 2013). Em 2016, o filho, Marcelo Roque, foi eleito. E, agora, em 2020, ele tenta a reeleição, o que daria, caso seja eleito, o terceiro mandato consecutivo para a família Roque.

Por esse motivo, Marcelo Roque teve a candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral. Ele, porém, está abusando dos recursos jurídicos para não cumprir a ordem judicial. Para obrigar o Roque a acatar a decisão, o juiz Guilherme Moraes Nieto decidiu multar o ex-candidato pela “apresentação de embargos meramente protelatórios”.

1 Comentário

  1. O povo do bolsominium do Adriano Ramos está desesperado, pois o vereadorzinho não vai ter mais emprego na Câmara hahahahaha

Comente