Uncategorized

Lula pede que petistas façam como Magal e desanquem Bolsonaro

Em reunião com integrantes do Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) do PT, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu à direção do partido que oriente os candidatos petistas a aproveitar a última semana da campanha municipal para atacar os adversários ligados ao governo federal e apontar as falhas do presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia do novo coronavírus e na geração de empregos.

“Não estamos aí só para disputar a eleição. Temos que fazer oposição”, disse Lula. O exemplo dessa postura exigida por Lula é a do candidato do PT em Curitiba, Magal, que desanca não só o governo Bolsonaro e sua trupe, mas abre fogo contra a Operação Lava Jato, o ex-juiz Sergio Moro e denuncia o que chama de golpe armado para derrubar Lula e abrir caminho para a direita representada por Bolsonaro e os militares que o acompanham.

O objetivo do ex-presidente, de acordo com aliados, é impor uma grande derrota a Bolsonaro nas eleições municipais deste ano e enfraquecê-lo para a disputa presidencial de 2022. Alguns integrantes do GTE lembraram que fazer oposição a Bolsonaro era o objetivo principal da estratégia petista desde o início. Por ordem de Lula, o PT sacrificou a possibilidade de alianças e lançou um número recorde de candidatos próprios em capitais, 21, 14 deles isolados em chapas puras e com poucas chances de vitória. Mas muito poucos atenderam esta diretiva. Em Curitiba, Magal é o mais dedicado a cumprir a tarefa olítica do partido.

5 Comentários

  1. Com certeza o presidiário Lula dará um belo exemplo, com certeza esse pessoal do PT vera que as urnas não esqueceram tudo que foi saqueado em seus governos.

  2. Adoro candidato capacho, faz tudo o que o dono do partido manda, o cara nem tempo tem para fazer propaganda e perde o pouco que tem para agradar o líder.

  3. NÃO VOTE EM QUEM JÁ FOI Responder

    Magal, você se juntando ao carniça torna-se um carniça mirim. Apregoe também em tuas falas a roubalheira desenfreada praticada pela quadrilha do PT.

Comente