Uncategorized

Greca nega lockdown e
mudança de bandeira

Greca é reeleito prefeito de Curitiba no 1º turnoEm entrevista ao telejornal Meio Dia, da RPC nesta segunda (12), o prefeito de Curitiba reeleito com 59,74% dos votos válidos, Rafael Greca (DEM), afirmou que as escolas municipais da cidade só devem reabrir quando existir uma vacina contra o novo coronavírus.  “Estamos desejando que a vacina chegue logo, qualquer que seja a sua nacionalidade, até porque micróbio, vírus e bactéria não faz passaporte. Não importa se é chinesa, russa ou americana, toda vacina será bem vinda”, afirmou Greca, emendando que já pediu doses da vacina do Instituto Butantan ao governado de São Paulo, João Dória (PSDB).

Sobre a mudança de bandeira de alerta para Covid-19, o prefeito afirmou que por enquanto a bandeira amarela continua, apesar do aumento da média móvel de casos e casos ativos: “Peço que se forem à balada, à praia, ao parque, não coloquem o pé na jaca e nem chutem o balde. Se formos inteligentes, não vamos precisar fechar nada. Se forem na balada fiquem longe uns dos outros. Quando acabar a gente vai ter a festa do abraço”, disse. Ele também pediu para que as pessoas redobrem os cuidados pessoais, como uso de máscaras e álcool gel e negou o lockdown: “Os meus adversários só não mataram a minha mãe, porque inventaram o lockdown, inventaram que eu ia aumentar o ônibus”.

Poços artesianos contra crise hídrica

O prefeito afirmou que, por mais que a crise hídrica seja um problema que afeta todo o estado, e que o abastecimento e distribuição de água sejam de responsabilidade da Sanepar, que deve reforçar medidas para amenizar os efeitos da crise hídrica na cidade. Ele  disse na entrevista que já existem nove poços artesianos abertos na cidade, com capacidade de fornecimento de até 10 mil litros de água por hora, e que pretende chegar a 30 poços escavados até o final do mês. “Vamos licitar um conjunto de carros-pipa, e se o verão for de estiagem, vamos completar o serviço da Sanepar oferecendo 500 litros de água por família nas áreas de racionamento”, afirmou. As ações, segundo ele, têm apoio da Sanepar.

Empregos

Na entrevista, Greca ainda falou de alguns projetos a partir de janeiro de 2021, quedevem gerar 85 mil novos empregos na cidade. Entre estes projetos estão a reurbanização do Bairro Novo do Caximba, a reestruturação da linha Inter 2 e obras de asfaltamento. “A cidade tem R$ 600 milhões em caixa para os projetos, além de ter uma carteira de obras de cerca de R$ 2 bilhões aprovadas com o Banco Interamericano de Desenvolvimento e a Agência Francesa de Desenvolvimento. Nenhum município tem isso”. (Bem Paraná) 

Comente