Uncategorized

Justiça determina suspensão
de aulas em Londrina

Aulas presenciais em 83 escolas da região de Londrina foram retomadas em outubro  — Foto: Reprodução/RPCA 1º Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) determinou, na noite desta terça-feira (24), a suspensão das aulas presenciais nas escolas particulares de Londrina, no norte do Paraná.

Desde o dia 19 de outubro, 83 escolas privadas da região de Londrina, filiadas ao Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná (Sinepe), estão tendo aulas presenciais após uma liminar concedida pelo TJ-PR.

A decisão, proferida pelo juiz Marcos José Vieira, apontou que a volta às aulas presenciais só pode ocorrer quando a pandemia realmente perder força e que não cabe à Justiça definir se a prefeitura deve ou não autorizar aulas presenciais. As informações são do G1 Paraná.

Para reabrir, umas das escolas adotou tapetes de higiene, para limpeza de solas de sapatos antes da entrada do prédio, medição de temperatura, limitou o número de alunos por sala, adotou distanciamento das carteiras, além do uso obrigatório de máscaras.

O Sinepe disse que não foi intimado oficialmente da decisão e que vai recorrer. Até o início da manhã desta quarta-feira (25), as aulas continuavam sendo realizadas normalmente.

As aulas presenciais das escolas municipais e estaduais seguem suspensas, sem previsão de retorno.

 

1 Comentário

Comente