Uncategorized

Frente de Lira deve reunir centrão, esquerda e bolsonaristas do PSL

Na largada de sua candidatura à presidência da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) consolidou o apoio dos partidos que giravam ao seu redor, abriu entrada na esquerda ao atrair o PSB e teve sinalizações de que a ala bolsonarista do PSL pode se juntar a ele.

A velocidade com que formou uma frente ampla chamou a atenção na Câmara e ocorre em parte pela falta de definição no bloco ligado a Rodrigo Maia (DEM-RJ).

O próximo objetivo de Lira é receber apoio do PT, cada dia mais possível. As informações são do Painel da Folha.

1 Comentário

  1. O aliado, depois ex-aliado e agora aliado de novo do Pinóquio parece que vai mesmo ganhar esta parada, aí só faltará ao Pinóquio eleger o presidente do Senado, pavimentando assim de vez a “estrada para a reeleição”. Os anos de oposição ao pestismo ensinaram bem o Pinóquio como aparelhar o que realmente importa.

Comente