Uncategorized

Média de internação em UTI no Paraná por causa da Covid é de 12 dias

Secretaria de Saúde vem reativando novas UTIs quase que diariamenteDesde 26 de março, quando houve a implantação dos leitos exclusivos para Covid-19 no Paraná, 31.683 paranaenses já foram atendidos. Além disso, até esta quarta-feira (9), 2.111 pacientes estavam internados no Estado. A média de permanência de um paciente é de 12 dias na UTI e oito na enfermaria. Apesar do atendimento prestado nestas unidades, 21,1% dos pacientes que precisaram de internamento, não resistiram ao tratamento e faleceram, segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa-PR).

“Ressaltamos que a disponibilidade de leito não garante que aquele paciente sobreviva ao tratamento, tampouco que não tenha sequelas. Em nove meses de pandemia no Estado, mais de 6.500 paranaenses morreram. Isto não é só um número, são mais de seis mil famílias que perderam seus entes queridos para este vírus”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

O Governo do Paraná já disponibilizou 2.836 leitos para atendimento exclusivo à Covid-19 no Estado. Os números foram atualizados ontem, com a somatória dos 759 leitos reativados nas últimas semanas. Dezoito municípios tiveram leitos reativados até ontem. As informações são do Bem Paraná.

Desde 20 de novembro, a Sesa tem viabilizado a reativação de leitos de UTI e enfermaria em todas as macrorregiões do Paraná. “Devido à falta de adesão das medidas de prevenção, o número de casos suspeitos e confirmados do novo coronavírus voltou a subir no Estado, e com isso estamos ampliando o atendimento hospitalar quase que diariamente, especialmente em Curitiba e Região Metropolitana”, afirmou Beto Preto.

De acordo com o secretário, a melhor prevenção neste momento é reforçar as medidas adotadas desde o início da pandemia. “Enquanto não houver uma vacina segura e eficaz, pedimos que a população se conscientize e retome os cuidados básicos de prevenção da doença, como o uso de máscaras, álcool em gel, adoção do distanciamento social de pelo menos dois metros, além de evitar aglomerações”.

Curitiba aprova multa para quem não respeitar regras

Os vereadores de Curitiba aprovaram sem segundo turno, ontem, o projeto de lei (005.00200.2020), que estabelece infrações e sanções a pessoas e empresas que descumprirem as medidas restritivas necessárias para o enfrentamento da disseminação da Covid-19. A proposta, que havia sido encaminha pela Prefeitura de Curitiba na última semana, recebeu 23 votos favoráveis.

A lei deverá ser sancionada pelo prefeito Rafael Greca nos próximos dias e entrará em vigor na data de publicação no Diário Oficial do Município (DOM).

A lei prevê advertência verbal para pessoas flagradas sem máscara e multas que podem variar de R$ 150 a R$ 150 mil. Quando estiver em vigor, estabelecimentos comerciais poderão sofrer embargo e interdição, independentemente de notificação prévia, e a cassação do Alvará de Localização e Funcionamento, em caso de descumprimento das medidas sanitárias previstas para o período.

Será considerada infração a “ação ou omissão, voluntária ou não” que prejudique o enfrentamento da pandemia, descrita na lei ou nos demais regulamentos, protocolos e normas expedidos pela Prefeitura de Curitiba sobre o assunto.

Rápidas

Saúde muda acompanhamento de casos leves

Com o número de casos ativos de Covid-19 oscilando na casa de 14 mil, a Prefeitura de Curitiba teve que mudar o acompanhamento dos pacientes contaminados. Os casos mais leves e moderados serão monitorados por inteligência artificial e não receberão mais ligações feitas pelos servidores. Pacientes com casos leves e moderados recebem mensagens a cada 24 horas ou 48 horas perguntando sobre seu estado de saúde.

Quando há piora, o paciente é encaminhado para a Central de Atendimento para que o atendente tome as providências necessárias. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, casos moderados de pacientes com comorbidades e/ou com mais de 60 anos de idade continuam sendo monitorados por profissionais da Secretaria Municipal da Saúde. De acordo como boletim divulgado ontem, Curitiba tinha 14.077 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

Prefeitura libera drive-thru para restaurantes aos domingos

A Prefeitura de Curitiba mudou o decreto da Bandeira Laranja e liberou que restaurantes e lanchonetes atendam na modalidade drive-thru até as 22 horas a partir do próximo domingo. A liberação, no entanto, abrange a modalidade take-away. Vale a pena lembrar que a liberação pode abranger os bares que operam com alvarás de lanchonetes. Continuam suspensas as atividades não essenciais entre as 23 e 5 horas, conforme decreto estadual também da semana passada. A movimentação de pessoas neste intervalo também é vedada.

Boletins

Taxa de ocupação de UTIs vai a 94% na Capital

Ontem, a taxa de ocupação dos 358 leitos de UTISUS exclusivo para Covid-19 em Curitiba estava em 94%. A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba ativou ontem mais dois leitos de UTI para Covid-19 no Hospital do Idoso. Até ontem restavam 23 leitos livres na Capital.

O boletim de ontem também confirmou mais 1.431 novos casos de Covid-19 e 20 óbitos de moradores da cidade. Até agora são 1.882 mortes na cidade provocadas pela doença e 91.038 pessoas infectadas neste período de pandemia.

Até ontem eram 14.077 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus.

Paraná — A Secretaria de Estado da Saúde divulgou ontem mais 2.555 casos confirmados e 69 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. O Boletim registra também 2.505 casos retroativos do período entre 24 de março e 07 de dezembro. Eles estavam em investigação, foram confirmados e automaticamente computados no sistema.

Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 311.083 casos e 6.550 mortes em decorrência da doença.

Brasil — O número de casos em decorrência da pandemia do novo coronavírus desde o início chegou a 6.728.452 no País, ontem, quando foram confirmados 53.453 novos diagnósticos positivos de Covid-19. Com este número, a curva de casos volta aos níveis de agosto. As mortes por conta da pandemia atingiram 178.995. Ontem foram registradas 836 novas mortes.

Comente