Uncategorized

‘Pessoal da Economia só tem cifrão na frente dos olhos’, diz Bolsonaro

Estamos aumentando a remuneração anual do trabalhador", diz Bolsonaro sobre  saque do FGTS | Tribuna OnlineO presidente Jair Bolsonaro disse nesta 2ª feira (14.dez.2020) que o governo se empenhou para autorizar a convocação dos aprovados em concurso da Polícia Federal. “Não fiz nada mais que minha obrigação“, declarou em formatura de novos delegados da corporação e de peritos criminais federais, em Brasília.

O mandatário disse que não é fácil conseguir a convocação dos selecionados no certame. “Nós nos empenhamos junto à Economia, o que não é fácil. O pessoal lá só tem cifrão na frente dos olhos”, declarou.

Bolsonaro elogiou o trabalho da PF em seu discurso, que durou cerca de 3 minutos. “Ouso até dizer que todo chefe do Executivo tem alguns PFs do teu lado, porque só assim há certeza que a missão será cumprida. Vocês nos protegem muitas vezes, nos dão esperanças em outras oportunidades que dá para mudar o Brasil”. As informações são do Poder360.

Participaram da cerimônia o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), o ministro Jorge Oliveira (Secretaria Geral) e o diretor-geral da Polícia Federal, Rolando Alexandre de Souza.

Rolando Alexandre disse que a PF atingiu o “recorde histórico de eficiência” em 2020. “Atingimos a marca de 80% de resolução das investigações. É extremamente elevado. Se pegarmos polícias americanas, gira em torno de 50%, 40% dependendo de alguns crimes, polícias europeias também”, afirmou.

O presidente da República nomeou Rolando, ex-secretário de Planejamento e Gestão da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), como novo diretor da Polícia Federal em maio de 2020.

Na Abin, Rolando era braço direito de Alexandre Ramagem –nome preferencial do presidente da República para assumir a PF. Bolsonaro chegou a anunciar Ramagem como escolhido para a função, mas a nomeação foi barrada em 29 de abril pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

Comente