Uncategorized

Governadores pressionam Bolsonaro pela vacinação contra Covid-19


Diante da falta de um cronograma de vacinação contra a Covid-19, por parte do governo federal, governadores do Nordeste e de outros estados do Brasil pediram uma reunião com autoridades federais, entre elas, com a direção da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a próxima segunda-feira (11/1). O objetivo é buscar solução para que o país possa dar início à vacinação o mais rapidamente possível.

O pedido ocorreu após reunião virtual dos líderes estaduais nesta terça-feira. De acordo com o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), a reunião é mais uma tentativa de se ter uma solução. “O Brasil tá muito, muito atrasado em relação ao processo de vacinação. A consequência disso é que nós temos um risco maior que outros países”, reclamou Dias, que chegou a articular a reunião com vários atores políticos e representantes dos laboratórios que estão empenhados na produção do imunizante.

“O fato é que precisamos botar na mesa todos os atores, e assim conversei hoje com o presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), conversei com outros líderes, governadores, cientistas, e o objetivo é que nesta [próxima] segunda-feira possamos ter um esforço para uma reunião em que tenhamos ali a presença do Congresso Nacional, do Supremo, dos governadores, dos municípios, a presença dos laboratórios como a Fiocruz, o Butantã, a presença de empresas, dos cientistas para que possamos juntos com Anvisa ter uma solução.”

MAIS SOBRE O ASSUNTO
ampola da vacina de oxford
BRASIL
Anvisa e Fiocruz se reúnem pelo 2º dia seguido, mas sem decisão de vacina
Vacina Covid-19 coronavírus
SAÚDE
Anvisa: vacina de Oxford comprada da Índia ainda não poderá ser distribuída
BJair Bolsonaro Presidente – Plano de vacinacao contra covid no brasil _ cerimonia no planalto
BRASIL
Vacina emergencial certificada pela Anvisa “está a caminho”, diz Bolsonaro
Vacina
BRASIL
Covid-19: Anvisa aprova importação de 2 milhões de doses de vacinas pela Fiocruz

BRASIL

“Não há empecilho da Anvisa”, diz diretora sobre vacinas no Brasil
“Nós temos hoje 10,8 milhões de doses de vacina no Brasil. Há perspectiva de chegar mais outras, cerca de 12 milhões de doses, nos próximos dias, e não temos um cronograma, não temos ainda aquilo que é necessário, como é que vai se dar todo esse processo de vacinação”, afirmou Dias.

“Se é a vacina quem vai nos tirar desse risco, inclusive da presença do coronavírus com mutação no Brasil, que vai salvar vidas, por que não colocamos como total prioridade sentar à mesa, tomar uma decisão a partir de um cronograma, que é claro, possa seguir a ciência, obrigatoriamente, sim. Mas com agilidade de uma situação de calamidade”, considerou o governador.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), também participa do grupo. De acordo com Dias, há uma preocupação forte com a chegada de um novo tipo de coronavírus no Brasil e com a perspectiva de agravamento da pandemia.

“A perspectiva do crescimento no número pessoas infectadas com Covid-9 também nos alerta para algo especial: a confirmação já cientificamente do coronavírus com mutação no Brasil. A partir daí, estamos recomendando a cada estado, e também faremos isso no Piauí, garantir que a gente tenha os laboratórios, os cientistas debruçados para verificar nos exames a presença do coronavírus com mutação”, disse Dias.

Comente