Uncategorized

Projeto de Ney Leprevost
cria estatuto dos taxistas

A categoria dos taxistas está em festa. Um projeto de lei de autoria do deputado federal licenciado Ney Leprevost (PSD-PR) cria o Estatuto dos Taxistas e estabelece o serviço de táxi como patrimônio cultural e artístico brasileiro. A proposta determina que a Administração Pública, na hipótese de contratação de serviços de transporte para seus servidores, escolha pela prestação de serviço de taxi. Leprevost é secretário da Justiça, Família e Trabalho do Paraná.

O texto prevê ainda que o Executivo firme parcerias com a iniciativa privada e entidades de classe representativas do setor turístico para treinamento dos taxistas para recepção de turistas nacionais e estrangeiros.

O projeto determina que os taxistas são responsáveis por prestar seus serviços com ética, respeito e qualidade e proíbe que ponham em risco passageiros ou exponham sua privacidade. O texto garante o direito do motorista de recusar passageiros que apresentem características violentas.

A proposta também estabelece que os taxistas sejam incluídos nos grupos prioritários nas campanhas de vacinação do governo. O projeto autoriza que o táxi que estacionar em shoppings e hospitais para embarcar ou desembarcar passageiros seja isento do pagamento da taxa de estacionamento.

O autor da proposta afirma que a proposta visa fortalecer o segmento. “O Poder Público pode e deve apoiar este segmento contratando seus serviços para transporte de servidores, o que certamente refletirá na diminuição dos gastos hoje necessários para manter um veículo próprio do Estado”, disse o parlamentar. (ACN).

4 Comentários

  1. Depois deste estatuto, amigo Ney crie também o dos motoristas de aplicativos, eles não são um patrimônio mas vieram para dinamizar um sistema que estava parado no tempo, o do privilégio dos táxis.

  2. Que atraso de vida…Demagogia para ganhar votos…
    Táxi já era, não se atualizaram, dançaram…
    Espero que Greca vete…

  3. Jorge Luiz Cleffs Martins Responder

    Muito bem, até que enfim um deputado, que vê com bons olhos nossa profissão. Parabéns à ele e nossa categoria que vive sufocada por interesse de pessoas que vivem interferindo o nosso serviço.

  4. Os projetos de lei deveriam preparar a sociedade para o futuro imediato. Muitas das profissões hoje existentes desaparecerão, como outras muitas foram extintas no passado. É inevitável. O doutor Leprevost mira o passado!

    A extinção das profissões de taxista, motorista de caminhão entre outras é, praticamente, uma profecia autorrealizável e estes profissionais deveriam se preparar para esta realidade que se aproxima e os legisladores deveriam tentar se antecipar a estas mudanças sociais revolucionárias.

Comente