Uncategorized

SAÍDA PARA TRUMP: MATAR-SE


ARTIGO DO RUY CASTRO

Nós, brasileiros, sabemos que é uma boa ideia

Enquanto não entregar as chaves da Casa Branca no próximo dia 20, Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos em exercício, continua na posse de seus poderes. E isso é o que muitos temem. Trump é hoje um perdedor ainda com o dedo no gatilho. Se quiser jogar uma bomba no Irã, dispõe dos códigos necessários. A esperança é que esteja tão deprimido que não reúna forças nem para se olhar ao espelho. Pois, se for o caso, Trump teria uma saída capaz de fazer dele um herói, um mártir, um ícone eterno para seus seguidores idiotizados. Matar-se.

Nós, brasileiros, sabemos que é uma boa ideia. Ao suicidar-se, em 1954, Getulio Vargas zerou sua antiga imagem de torturador e sanguinário, simpático ao fascismo, e se eternizou como o velhinho bonachão e progressista vítima do capitalismo internacional assassino. Getulio soube fazer –escreveu uma carta-testamento com a frase “Deixo a vida para entrar na história” e deu um tiro no coração. Infalível para produzir milhões de viúvas.

Mas o tiro precisa ser no coração, não na cabeça. Este só faz uma lambança, com sangue, miolos e cacos de osso para todo lado. Já o tiro no peito é clean. Mantém o rosto intacto, apto a servir de modelo para uma máscara mortuária e futuros bustos e estátuas, indispensáveis à lenda. Para Trump, teria também a vantagem de não lhe desfazer o penteado.
No Brasil, Jair Bolsonaro, seu último aliado no mundo, repete como um papagaio que Trump foi roubado nas eleições e já começou a anunciar que, em 2022, o mesmo acontecerá aqui. O falso alarme de Bolsonaro é preventivo –visa justificar sua possível derrota.

Pois sua prevenção poderia ser ainda mais radical. Se Trump optar pelo suicídio, Bolsonaro deveria imitá-lo. Mas para que esperar pela derrota na eleição? Por que não fazer isso hoje, já, agora, neste momento? Para o bem do Brasil, nenhum minuto sem Bolsonaro será cedo demais.

Ruy Castro
Jornalista e escritor, autor das biografias de Carmen Miranda, Garrincha e Nelson Rodrigues.

12 Comentários

  1. Nunca fui fã do ditador mas ele pelo menos teve vergonha na cara, depois dele não apareceu nenhum político corajoso como ele, e tantos outros deveriam ter feito o que ele fez, perdeu a vida mas não a honra. Viver muitas vezes é pior do que morrer, porque viver em desonra, caso deste palhaço americano deveria ser um horror, mas não será porque ele é rico, e dinheiro é uma ferramenta ainda muito poderosa neste mundo “capetalista”. N.B: O neologismo não é de minha autoria.

  2. Fábio Henrique Alves Responder

    Somente um completo idiota, sem carácter e desprovido senso ridículo, escreve lixo desse. Quanto ódio. Procure um psiquiatra.

  3. A Lei deveria valer “também” para os idiotas, nesse caso que esse elemento responda.

    “Constituem crime o induzimento, a instigação ou o auxílio ao suicídio.
    a) Induzimento ao suicídio: induzir é criar na mente da vítima o desejo do suicídio, é criar a ideia, um pensamento até então inexistente.
    b) Instigação ao suicídio: instigar é estimular, é reforçar uma ideia preexistente, é insistir na ideia da vítima.
    c) Auxílio ao suicídio: auxiliar é participar materialmente, é dar o meio para o suicídio.
    Note-se como se amolda o artigo 122 do Código Penal:
    Art. 122 – Induzir ou instigar alguém a suicidar-se ou prestar-lhe auxílio para que o faça:
    Pena – reclusão, de dois a seis anos, se o suicídio se consuma; ou reclusão, de um a três anos, se da tentativa de suicídio resulta lesão corporal de natureza grave.

    Então?

  4. Fábio Henrique Alves Responder

    Fiz comentário pela manha, ao que parece foi retirado. Censura por aqui também?

  5. emerson cervelin Responder

    Que linda coluna e comentários, hehehe que decadência, Jesus, que falta completa de moral e ética de um cara que se diz jornalista.
    Pedindo morte de gente de novo, que se matem,… etc. etc.
    Ta dificil acompanhar , ta dificil, agora me lembrei por que parei de seguir esta pagina.

  6. Osvaldo da Silva Responder

    Quantas bobagens escritas por um boboca que se acha formador de opinião, na verdade já começa desrespeitando a soberania dos Americanos do Norte,primeiro, somente eles podem decidir sobre o Presidente ainda em exercício, não seria um ruy castro da vida que iria faze-lo, segundo, ele deveria provar do remédio que sugere para dizer no além que tem contra indicações sim, é exatamente por repórteres como esse que somos achincalhados no mundo tudo, DIGO ISSO PORQUE JÁ MOREI EM 13 PAÍSES, INCLUSIVE NOS EUA.

  7. Osvaldo da Silva Responder

    Não sou esquerda nem tampouco direita, no entanto escrevi comentários a respeito de ideológicos, como o autor da matéria, suscitando a morte de Presidentes eleitos democraticamente por maioria absoluta, ter um canal aberto ao publico em geral para se expressar, cerceando a vontade de outros não é legal, tirar a fala e liberdade de expressão é próprio de esquerdistas, não volto mais a essa pagina tendenciosa

  8. NÃO VOTE EM QUEM JÁ FOI Responder

    Esse esquerdalha chamado Ruy Castro para se tornar um idiota perfeito só falta as penas.

Comente