Uncategorized

Volta às aulas presenciais? Só com infraestrutura, segurança e vacina


Os professores entendem que qualquer discussão sobre o retorno das atividades presenciais nas escolas, em meio à pandemia de Covid-19, passa pela garantia de medidas efetivas de segurança e saúde, a começar pela imunização da comunidade escolar.

Assim, antes de reabrir as unidades de ensino, defendemos como imprescindível a criação de um plano de retomada das atividades presenciais nas escolas, que leve em consideração:

VACINA: Garantir a vacinação de todos os trabalhadores da educação, colocando estes como grupos prioritários nos planos locais de imunização. Além de evitar a proliferação do vírus, vacinar estes trabalhadores é também garantir o direito à vida, tendo em vista que formam grupo potencialmente mais exposto e vulnerável, e um passo efetivo no enfrentamento da crise educacional causada pela pandemia. Fundamentais para a sociedade funcionar, estes profissionais devem ser vacinados urgentemente.

INFRAESTRUTURA: Modificar a infraestrutura física das escolas, de forma a permitir o atendimento das medidas sanitárias, assim como ajustar a alimentação e o transporte escolar. Entender que a retomada deve ser gradual e cautelosa, de forma a reduzir ao máximo os riscos e garantir o direito à aprendizagem e ao desenvolvimento pleno das crianças e dos adolescentes.

SEGURANÇA: Garantir insumos necessários para a prevenção da Covid-19, como luvas, máscaras, álcool em gel, além de reorganizar os serviços de limpeza. É imprescindível ainda adequar a gestão de pessoas ao contexto da pandemia e formar e apoiar os professores e demais profissionais da educação para esta nova realidade.

Sem o atendimento destes pré-requisitos, retornar aulas presenciais seria um ato criminoso.

1 Comentário

  1. Isso é vergonhoso e pusilânime. Países civilizados mantiveram suas escolas fundamentais abertas e não houve qualquer aumento de contágio por conta disso. Isso é crime de lesa juventude!!!

Comente