Uncategorized

Justiça proíbe bloqueio da BR376 e BR116 pela greve dos caminhoneiros

A greve dos caminhoneiros ameaça paralisar a economia a partir de hoje. Sem dar a mínima para os apelos do presidente Jair Bolsonaro, os caminhoneiros prometem ampla manifestação enquanto suas reivindicações não foram atendidas. Os governos Bolsonaro e Ratinho Jr jogam todas as suas fichas agora nas decisões judiciais e na repressão policial para evitar a greve.

A Justiça Federal concedeu liminares que proíbem o bloqueio de trechos das rodovias BR-376 e BR-116 no Paraná durante as manifestações de caminhoneiros previstas para hoje. As decisões, da 5º Vara Federal de Curitiba e da 3ª Vara Cível de Curitiba, atendem a pedidos da concessionária Arteris, que administra os trechos.

A decisão do juiz Fernando Augusto Fabrício de Melo proíbe bloqueios na BR-116, do km 0 ao km 89. As multas, neste caso, são de R$ 5 mil por participante, podendo chegar a R$ 100 mil. Outra decisão da Justiça Federal proíbe paralisações na BR-116, no trecho entre Curitiba e a divisa com Santa Catarina.

A decisão da juíza Giovanna Mayer proíbe qualquer “tumulto, depredação, bloqueio ou ocupação”. A juíza estipulou R$ 500 de multa por hora, por manifestante. Esta decisão também vale para a BR-376, que liga Curitiba ao litoral catarinense. “Autorizo, desde logo, o uso de força policial para assegurar que, durante o movimento, não sejam praticados atos ilícitos ou depredatórios, tampouco atos que descumpram a presente decisão”, diz.

Comente