Uncategorized

Audiências públicas regionais
vão debater pedágio no Paraná

A Frente Parlamentar sobre o Pedágio da Assembleia Legislativa do Paraná dá início esta semana às audiências públicas regionais para debater o novo modelo de pedágio proposto pelo governo Bolsonaro e apoiado por Ratinho Jr. As primeiras reuniões serão na sexta-feira (5) em Cascavel e no sábado (6) em Foz do Iguaçu.

Os assuntos que serão apresentados e debatidos são: a limitação do desconto nas tarifas, a cobrança de taxa de outorga, as obras e os cronogramas de execução. A atual concessão encerra em novembro deste ano e várias obras previstas não foram entregues, mas reaparecem na nova proposta.

O novo plano pretende conceder 3.327 quilômetros de rodovias estaduais e federais divididos em seis lotes com 42 praças de pedágio, 15 praças a mais do que atualmente. O prazo de concessão é de 30 anos. Para o deputado Requião Filho é importante que a população participe deste debate agora e ajude a pressionar o governo, para não deixar uma dívida maior no futuro.

“Se depender do governo e do legislativo estadual, vai acontecer como em Brasília, onde empurraram uma proposta que não beneficia o povo paranaense. Vamos pagar caro por essa decisão lá na frente, depois de nada vai adiantar chorar por mais 30 anos, como aconteceu nas últimas décadas”.

Calendário – Nesta sexta, dia 5 de fevereiro, a audiência pública será realizada na Associação Comercial e Industrial de Cascavel, a partir das 9h30 e no sábado também às 9h30 na Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu. Devido à pandemia do coronavírus, as reuniões serão de forma híbrida (presencial e virtual) e transmitidas pelos canais do legislativo. A Frente Parlamentar irá realizar de audiências em outras cidades do estado com as datas previstas para Londrina (11/2), Jacarezinho ou Santo Antônio da Platina* no Norte Pioneiro (12/2), Guarapuava (18/2), Francisco Beltrão (19/2), Maringá (25/2), Apucarana no Vale do Ivaí (26/2), Curitiba (4/3) e Ponta Grossa (5/3). Os locais e horários ainda serão confirmados.

3 Comentários

  1. Será que ninguém tem força pra virar esse jogo?
    #LEILÃO JÀ…
    Eu conheço bem como funcionam essas audiências públicas.
    É um faz de conta, pq ninguém participa, a maioria do povo nem fica sabendo…daí dão como tudo acertado…
    DEPUTADOS, SE MEXAM !!!!!!

  2. O resultado de tantos debates só pode ser um só, o fim do pedágio, esta excrescência criada pelo Jaime lá no século passado e, com a qual somos obrigados a conviver até hoje. Esta coisa de dizer que serão duplicados 1.700 km de rodovia não passa de papo furado, conversa fiada para boi dormir, só otário para acreditar em mais este migué, porque não passa diz, o mais puro migué. E, como o que já está ruim pode piorar, isto é o que vai acontecer, de 25 anos de concessão querem agora que passe á 30 anos, pode uma coisa como esta? A conclusão dos debates só pode ser uma, nem é preciso baixar o preço, só acabar com o pedágio.

Comente