Uncategorized

Bolsonaro é vaiado e chamado de genocida e fascista no Congresso


Durante cerimônia que marcou a abertura do ano legislativo, presidente foi hostilizado por alguns parlamentares e rebateu: “nos encontramos em 22”

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi vaiado hoje por parlamentares durante a abertura dos trabalhos legislativos no Congresso Nacional. Após o Hino Nacional e antes do discurso do Executivo, os integrantes da casa gritaram pelo seu afastamento e contra a postura do Executivo sobre a pandemia do coronavírus. Em resposta, ele desafiou os colegas: “nos encontramos em 2022”.

“Muitos debates entre nós, muitas ideias divergentes, mas sempre respeito a qualquer autoridade que porventura estivesse presente neste momento”, completou. Enquanto isso, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) novo presidente do Senado, pedia respeito no plenário. Antes de discursar, Bolsonaro ainda foi chamado de “fascista” e “genocida” por parlamentares da oposição, enquanto aliados gritavam “mito”.

4 Comentários

Comente