Uncategorized

CPI vai investigar crimes do governo Bolsonaro na pandemia


Pois, pois, vem aí a Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid-19 (CPI da Covid), para investigar os crimes do governo Bolsonaro na pandemia. A CPI oi protocolada no Senado Federal, por iniciativa do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Trinta senadores assinaram a lista que pede a CPI, também conhecida como CPI do Pazuello.

A CPI vai investigar desde os efeitos do negacionaismo de Bolsonaro, a insistência em combater a vacinação, a propaganda da cloroquina, até o corte de verbas para custear leitos ocorre quando agravamento da pandemia preocupa Estados. Conass diz que, sem apoio federal, leitos estão sendo fechados

Randolfe disse que ainda não tratou do assunto com Rodrigo Pacheco, o novo presidente do Senado.“Em momento algum falei com ele sobre isso. Colhi as assinaturas e protocolei. Em tese, ele [Pacheco] teria que ler o pedido da CPI ainda hoje. No mais tardar, na sessão da próxima terça-feira.”

1 Comentário

  1. Parreiras Rodrigues Responder

    As “desnomeações” dos dois primeiros ministros da Saúde, médicos, e a entronização dum milico cuja biografia mais se assemelha a uma folha corrida dessas encontradas nos arquivos de delegacias de polícia, e que até assumir o cargo nem sabia da existência do SUS, é a prova maior de que, realmente, o Brasil está sendo redeado – de rédeas, sim senhor, por um insano mental. Some-se a isso, o seu comportamento contra as normas para se evitar a expansão da pandemia – distanciamento social, uso de máscaras e práticas de higienização, além da estúpida divulgação do kit da cura capitaneada pela hidroxicloroquina e da mais estúpida ainda aversão pela vacina, e se conclui que além de psicopata, é um famigerado genocida. À essas constatações, somem-se a sua fixação no armamento da população – por enquanto as torcidas de times de futebol decidem suas diferenças no braço ou no cacete, imaginemos quando com armas nas cintas – e a sua manifestada vontade, quando deputado, da necessidade de se matar “umas 30.000” pessoas. Fora, claro, as suas ridículas apresentações em público, desmascarado, aglomerando, apertando mãos e beijando criancinhas. Os motivos que levaram às cassações de Collor e Dilma, são nada diante do comportamento desse serial killer.

Comente