Uncategorized

Morreu René Dotti


O Paraná perde mais uma de suas personalidades referenciais. Morreu hoje, em Curitiba, René Ariel Dotti, aos 86 anos, de parada cardíaca. O advogado e professor deixa a esposa Rosarita, as filhas Rogéria e Cláudia, e os netos Gabriel, Pedro, Lucas e Henrique, além de uma legião de admiradores de seu papel como professor, intelectual e ativo combatente pelos Direitos Humanos, pelo Estado de Direito, desde os anos 50, quando formou-se em Direito pela UFPR.

Dotti foi dedicado defensor de militantes, jornalistas, sindicalistas, professores e estudantes durante a ditadura militar. “Eu não podia deixar de defender quem me pedia durante a ditadura. Minha consciência exigia,”, dizia o advogado.

Além de advogado e professor, René Dotti foi secretário da Cultura do Paraná e crítico de literatura e teatro. Aruou no teatro amador, mas sua melhor atuação foi mesmo na luta pela redemocratização do Brasil e na defesa dos perseguidos pela repressão.

Seus livros lhe deram uma cadeira na Academia Paranaense de Letras. Ainda não foram divulgadas informações sobre o velório e sepultamento do professor René Dotti.

5 Comentários

  1. Parreiras Rodrigues Reply

    Incluo-me entre os que ele advogou na época do golpe de primeiro de abril de 1964. Graciosamente, sem me conhecer, a pedido de amigos.

  2. wagner brússolo pacheco Reply

    Digam o que quiserem, mas o René não morre. Ele apenas se ausenta por tempo indeterminado, mas deixa sob a custódia de todos os seus amigos, alunos, seguidores e protegidos o seu legado infinito de coisas boas, como homem de honradez absoluta, jurista de primeira ordem e advogado padrão. Farei a minha parte, se para tanto tiver engenho e arte. Choremos juntos, Paraná.
    Wagner Pacheco – UmuaramaPR

  3. Osmar Serraglio Reply

    Cabe ao Primeiro-Secretário da Câmara dos Deputados conferir a maior comenda que aquela Casa Legislativa atribui. Quando exerci aquele cargo (2007-2008), tive a honra de indicar o Professor RENÉ ARIEL DOTTI, assim imortalizado por seus insuperáveis méritos, bem retratados pela manifestação do Presidente da OAB-PR. O Paraná se empobreceu. Triste.

  4. Antonio zander Filgueiraz Reply

    Triste com a noticia de falecimento do meu queridoe estimado Dr Rene Dotti.grande mestre.grande adovado.
    Grande pai grande amigo dos amigos grande juristasou testemunho de sua benecias.amor a Deus.grande homen dos ppobres.va com Deus.o seu lugar junto ao Pai todo Poferoso tenho certeza disso.descanse em paz.Rene Dotti

  5. PAULO SERGIO MOREIRA Reply

    Em 2002 sepultaram um cachorro no cemitério de Curiúva. Chamava-se Lucky. Deu um bafafá danado.
    Arrefeceu o bafafá após uma publicação do professor Renê Dotti na “saudosa” Gazeta do Povo.
    O título: “Um réquiem para Lucky” !!

Comente