Uncategorized

Paraná vai receber 200 mil doses de vacina anti-covid19 em uma semana


Faça figa, Torça. Reze. O governador Ratinho Jr (PSD), informou que espera que o Ministério da Saúde encaminhe 200 mil doses de vacinas contra Covid-19 na próxima semana. Enquanto as novas doses não chegam, a vacinação corre risco de ser interrompida para novos públicos. Em Curitiba o prefeito Rafael Greca (DEM) afirmou que estoque vai até a próxima sexta (19). “A gente gostaria que fosse diferente, mas não tem vacina pro volume que o mundo precisa. Os laboratórios não têm dado conta da necessidade que o mundo precisa, que é urgente. A gente acredita que na semana que vem chega mais um lote, uma vez que a Fiocruz e o Butantan já estão produzindo um volume relativamente grande e isso deve chegar a 10 milhões de doses para o país entre o fim de fevereiro e o começo de março”, disse o governador.

O Paraná recebeu 538.900 doses da Coronavac e da Oxford-Astrazeneca, o suficiente para imunizar pouco mais de 2% da população do estado. De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), 266.874 doses tinham sido aplicadas até terça (16), sendo que 257.305 referentes à primeira dose e 9.569 à segunda aplicação. A última remessa, ao Estado foi de 147 mil doses da Coronavac, recebida em 7 de fevereiro.

Greca cobra governo federal

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, se uniu ao coro de prefeitos exigindo que o governo federal agilize a compra e distribuição de vacinas contra a Covid-19. “Nós temos capacidade para vacinar até 15 mil pessoas por dia, mas a velocidade de imunização dos Curitibanos depende da organização e distribuição pelo Ministério da Saúde das doses do imunizante”, disse prefeito, em publicação no Facebook na terça (16). O estoque de vacinas de Curitiba termina na próxima sexta.

Ele lembra que a Prefeitura já imunizou 55.307 curitibanos e aplicou a segunda dose em 2.237: “Nosso estoque atual é de cerca de 62 mil doses, garantindo a vacinação de idosos com 85 anos ou mais até sexta-feira (19). A agilidade e prosseguimento nas demais fases deste processo depende diretamente do recebimento de mais doses. Em carta ao Presidente do Brasil, peço ao Governo Federal um cronograma de envio das doses para assegurarmos o planejamento de vacinação”. Junto com o texto, Greca postou uma charge de Chico Caruso, que mostra o presidente Jair Bolsonaro se rendendo à necessidade das vacinas. “Somos gratos à ideia de #VacinaParaTodos Enquanto os papéis dormem, pessoas morrem. Mais agilidade, mais vidas salvas! #SeJairVacinarVaiBombar”, completou abaixo da charge.

Pressão dos prefeitos

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) divulgou nesta terça (16) nota na qual critica duramente a interrupção da vacinação contra Covid-19 e pede saída do Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. “O movimento municipalista, por meio da Confederação Nacional de Municípios (CNM), vem a público, em nome dos gestores locais que assistem e vivem desesperadamente a angústia e o sofrimento da população que corre aos postos de saúde na busca de vacinas contra a Covid-19, manifestar sua indignação com a condução da crise sanitária pelo Ministério da Saúde e solicitar a troca de comando da pasta. A entidade tem acolhido relatos de prefeitas e prefeitos de várias partes de país, indicando a suspensão da vacinação dos grupos prioritários a partir desta semana, em consequência da interrupção da reposição das doses e da falta de previsão de novas remessas pelo Ministério.”, diz a nota, assinada pelo presidente da CNM, Glademir Aroldi. Várias cidades já paralisaram a vacinação porque as doses chegaram ao fim

Comente