Uncategorized

Toninho Wandscher, saudoso da ditadura, apoia prisão de Silveira


Não se trata de concordar ou não com o que diz o deputado Daniel Silveira, truculento defensor das ideias de Bolsonaro. Trata-se de respeitar preceitos constitucionais e princípios como o da liberdade de expressão, Pois, pois, há antidemocratas de várias cataduras. O deputado federal paranaense Toninho Wandscheer (Pros), que já liderou a bancada do Pros e foi vice-líder do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, criticou o colega Daniel Silveira, preso por determinação do ministro do STF Alexandre de Moraes.

“Temos um cidadão, que hoje é deputado, usando sua posição de parlamentar para fazer afirmações xingando ministros do Supremo, expondo nossa Casa. Nenhum deputado pode tomar atitudes isoladas que comprometam a Câmara”, disse ele ao blog O Antagonista. Pura imbecilidade. Cada deputado pode se expressar como quiser. E membros do STF não estão acima da crítica e da oposição.

Toninho acrescentou que votará para manter Silveira preso. “Eu votei no Arthur Lira por acreditar que teríamos paz na relação com outros Poderes”, acrescentou.

3 Comentários

  1. A prisão do deputado Daniel Silveira foi totalmente arbitraria, mais uma vez o STF impondo a ditadura da Toga, lamentável atitude de deputados que concordam com isso.

  2. Parreiras Rodrigues Responder

    Discordo: A liberdade de expressão não contempla ameaças físicas. O deputado – como é mesmo o nome dele? se prevalece do volume dos seus bíceps, da amplitude do seu torax. Acima do pescoço, o vazio.

Comente