Uncategorized

Curitiba teme variante de Covid19


Sem vacinação em massa, não sairemos do sufoco. Curitiba comemorou a queda de 54,4% nos casos ativos de Covid-19 nos últimos 30 dias, mas tem novo medo atormentando seus dias sem vacina. As Secretarias de Saúde de Curitiba e do Paraná confirmaram os primeiros casos da variante brasileira do coronavírus, conhecida como P1, ou “variante de Manaus”. Os casos são importados em pessoas que vieram de Manaus. Quatro passaram por atendimento em Curitiba e uma pessoa em Campo Largo.

Os casos foram confirmados positivos por exames RT-PCR realizados pelo Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen-PR). O Paraná é o 13º estado a apresentar casos de infecção pela variante brasileira P1.

A cepa do novo coronavírus identificada em Manaus se espalhou pelo país e já chegou a pelo menos doze estados. A disseminação dessa variante, chamada de P.1, preocupa e muito, Ela é considerada mais transmissível e mais letal que outras cepas causadoras da Covid-19.

A equipe de Epidemiologia realizou monitoramento desses pacientes, além do rastreamento e monitoramento dos seus contatos, não foi identificado nenhum caso de transmissão na nova variante para pelos cinco pacientes confirmados. “Todas as medidas sanitárias foram realizadas, e nossas equipes seguem alertas para o monitoramento das pessoas que apresentam sintomas respiratórios após retorno de viagem”, afirmou a secretária da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak.

Estudos ainda não conclusivos indicam que a nova variante pode ser mais transmissível e pode causar mais tempo de internação, o que teria causado o colapso da Saúde em Manaus.

Comente