Uncategorized

Em dia mais letal, Bolsonaro questiona máscara e isolamento

No dia em que o Brasil registrou 1.582 novas mortes por covid-19, o patamar mais alto desde o início da pandemia, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) optou por questionar o uso de máscaras e o isolamento social — ambos comprovadamente eficazes e recomendados por autoridades sanitárias para conter a disseminação da doença. Citando um suposto estudo feito na Alemanha, sem dizer qual, Bolsonaro afirmou, durante sua live semanal, que as máscaras são “prejudiciais” às crianças, causando irritabilidade, dor de cabeça e dificuldade de concentração, por exemplo.

O presidente evitou entrar em detalhes porque, segundo ele, “tudo deságua em crítica sobre mim”, mas afirmou ter sua mas afirmou ter sua própria “opinião” sobre o equipamento de proteção.

Comente