Uncategorized

Sem lockdown, Curitiba pode chegar
a 100 mortes por dia de Covid19


O modelo SEIR de investigação projeta que Curitiba terá de 80 a 90 mortes diárias por Covid 19 no final de março e início de abril, podendo chegar a mais de 100 óbitos diários neste período, se não tomar precauções rígidas.

A notícia é ruim. Curitiba pode registrar entre 80 e 90 mortes por dia até o fim se março. Quatro vezes mais que as 20 mortes registradas ontem, terça-feira, 9 de março. Médicos e infectologistas ouvidos fazem previsões aterrorizantes. Dizem que sem lockdown a capital a cidade vai passar por uma quarta onda de Covid-19.

Nota Técnica do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia confirma essa previsão. O documento reporta as conclusões de estudo adotando o modelo SEIR (Susceptíveis-Expostos-Infectados-Recuperados), que têm previsto com precisão o aumento de casos, internações, óbitos e a ocorrência de novas ondas no Brasil, a exemplo da segunda onda em Manaus. O texto alerta que “a negligência em ignorar estes resultados têm representado alto custo em perda de vidas.”

Se não forem adotadas medidas mais rígidas de isolamento social. “A inviabilidade do retorno presencial ou híbrido para Curitiba neste momento é respaldada pelo modelo SEIR, onde estima-se que este retorno iria acelerar a transmissão da Covid 19, colocando em risco de infecção mais de 500 mil pessoas”, registra a Nota Técnica.

Curitiba teve duas ondas de Covid 19 em 2020, com picos de mais de 20 óbitos diários. A primeira onda teve seu auge em agosto e a segunda, em dezembro. A partir do final de fevereiro de 2021 ocorreu um aumento explosivo no número de casos e o modelo estatístico computacional SEIR projetou a curva de óbitos para 80 diários no final de março/início de abril. O modelo SEIR prevê ainda que, com o agravante de não termos ainda um plano efetivo de vacinação, uma quarta onda de COVID-19 se forme a partir de julho.

1 Comentário

  1. É capaz da APP sindicato que pagou o néscio estar torcendo pelas mortes…trabalhar que é bom eles não querem.. gente vergonhosa, desdenhando da situação. Se o néscio de Manaus fosse bom porque não resolveu o caso lá… Curitiba não merece esse ataque grotesco

Comente