Uncategorized

Empresários do pedágio perdem
uma e estão de maus bofes

Pois, pois, assim caminha a humanidade nos desvãos do parlamento estadual. Empresários do pedágio e seus lobistas não conseguiram o que queriam. Estão vertendo bilis. Pois, pois, os deputados estaduais derrubaram, em discussão única, o veto total 11/2020 do Poder Executivo ao projeto de lei 345/19, de autoria do deputado Luiz Fernando Guerra (PSL). O projeto trata da proibição de aumento de tarifas de pedágio em contratos de concessão ou permissão quando houver atraso no cronograma de execução de obras ou melhoramentos. O líder Hussein Bakri (foto) comandou a derrubada do veto. Disse ele que a derrubada do veto seria a correção de um “equívoco”.

“O projeto em questão vai de encontro ao que o Governo quer em relação aos novos contratos de pedágio”, afirmou. De acordo com o autor da proposição, deputado Luiz Fernando Guerra, o projeto representa uma defesa da sociedade. “O governo reconhece que esta é uma propositura nobre. A proposta que proíbe concessionárias de pedágio de aumentar as tarifas enquanto o cronograma de obras não for cumprido trata dos contratos futuros. É um projeto importante que vai beneficiar a população”, explicou. Serão consideradas em atraso as obras ou melhoramentos que estiverem em desacordo com os prazos e condições estipuladas no respectivo contrato de concessão ou cronograma.

Relacionado

Comente