Uncategorized

Registro definitivo da vacina AstraZeneca abre prerrogativa
para comercialização


A concessão do registro definitivo da vacina da AstraZeneca deve abrir margem para comercialização dos imunizantes. O gerente geral medicamentos e produtos biológicos da Anvisa, Gustavo Mendes, explica que foram concedidos dois registros: para a farmacêutica AstraZeneca e para a Fiocruz. A fundaçao brasileira deve direcionar toda a sua produção para o Plano Nacional de Imunizações, mas a empresa AstraZeneca pode negociar. Por enquanto, ela tem dito que a prioridade é para o poder público. “Abre a prerrogativa para uma comercialização, e isso vai ser definido pelas próprias empresas”, diz Mendes.

Sobre a suspensão da vacinação com este imunizante em cinco países por risco de trombose, a Anvisa diz que o lote suspenso não veio ao Brasil, que recebeu até agora apenas doses produzidas pelo institudo Serum, da Índia. Cinco pessoas no país apresentaram efeitos adversos de possível relação, mas a agência até o momento entende que não há relação causal com a vacina. Os pacientes, idosos e passíveis de AVC e trombose, seguem sendo monitorados.

Comente