Uncategorized

Enfim, municípios vizinhos de Curitiba vão igualar restrições


Até aqui, funcionou da pior maneira. Quando Curitiba fechava, os vizinhos abriam tudo para aproveitar a demanda. Pois, pois, agora os 29 municípios que compõem a Região Metropolitana de Curitiba (RMC) vão endurecer as medidas de enfrentamento à pandemia, Segundo a Assomec (Associação dos Municípios da RMC), uma reunião realizada na manhã de hoje (15) definiu que serão impostas mais medidas restritivas em todas as cidades, com algumas prefeituras seguindo 100% o decreto de Curitiba (que impôs lockdown, fechando setores como o comércio e a indústria) e outras seguindo até 80% das restrições recomendadas pela capital paranaense.

A expectativa é que todos os municípios confirmem que seguirão o texto decretado por Curitiba na sexta-feira. Até o momento, as únicas cidades que se pronunciaram oficialmente foram Campo Largo, Campo Magro e Pinhais (que já hoje começou a seguir a capital).

“Todos sabem que essa semana é importante para diminuir o fluxo de pessoas e conseguimos chegar, em alguns municípios, a 100% de acompanhamento do decreto de Curitiba e em outros até 80% de acompanhamento. Isso é muito bom e todos vão publicar seus decretos até hoje, meia-noite, para valer a partir de amanhã”, declarou Eduardo Pimentel, presidente da Assomec. “Vale dizer a grande sensibilidade dos prefeitos, mobilizados neste momento em apoiar, neste momento difícil de grande transmissão”.

Prefeito de Campo Largo: ‘As notícias que nós vimos na tevê, de Manaus… Pessoal, está aqui, na nossa cidade’

Um dos municípios que já confirmou que irá seguir Curitiba é Campo Largo. A confirmação foi feita ontem, em live transmitida na Prefeitura do município, com a participação do prefeito Maurício Rivabem e da secretária de Saúde Danielle Fedalto. Assim como Pinhais, o lockdown passou a valer já nesta segunda-feira (15 de março).

“As notícias que nós vimos na tevê, de Manaus… Pessoal, está aqui, na nossa cidade. Se não tomarmos providência, vai ter o mesmo tipo de coisa aqui, em Campo largo, em nossa região. Não podemos mais achar que é só na tevê que as coisas acontecem. Os hospitais estão lotados, os centro médicos estão lotados. Chegamos a ter seis pessoas entubadas em centro médico. Temos de ter a consciência de que [o problema] pode bater à nossa casa”, disse o político. “Hoje [domingo] Campo largo está aderindo ao que aconteceu Curitiba. O prefeito Rafael Greca teve coragem de fazer fechamento. (…) É uma semana para tentarmos segurar, porque depois pode ser muito pior.”

Comente