Uncategorized

Colombo recua e descarta lockdown


A força de empresários, comerciantes e assemelhados em Colombo é muito forte. Tanto que conseguiu fazer o prefeito Helder Lazarotto quebrar a palavra, romper o acordo e acabar com o lockdown. A Prefeitura anunciou nesta quarta-feira (17 de março) que volta atrás na decisão de impor um lockdown na cidade, seguindo o que Curitiba anunciou que faria na última sexta-feira (em medida que começou a valer no sábado). Na prática, Colombo ficou dois dias fechado e sairá do lockdown a partir de amanhã.

De acordo com o prefeito Helder Lazarotto, o novo decreto, que será publicado ainda hoje, fará com que o município siga as normas do Governo do Estado, que manteve medidas de contenção menos duras, liberando, por exemplo, o funcionamento presencial do comércio. “São medidas suficientes para que a pandemia possa ser controlada. Com base nesse decreto, e também atendendo a Associação Comercial, a Câmara Municipal, hoje vamos publicar um novo decreto seguindo a norma estadual e desta forma várias atividades que estavam restritas durante a semana passarão a poder acontecer”, disse o político.

A principal intenção da iniciativa é permitir o funcionamento do comércio, com algumas medidas restritivas. Estiveram na reunião com o prefeito e o vice-prefeito, Professor Alcione, representando a Secretaria Municipal de Saúde, o diretor de Vigilância e Promoção à Saúde, Dr. Diogo Vasconcelos, a presidente da Associação Comercial e Industrial de Colombo, Maria Parecida Souza, o empresário colombense Rogério Trigo, do Sindicato do Comércio Varejista de Calçados de Curitiba e Região Metropolitana e o presidente da Câmara, vereador Vagner da Viação.

1 Comentário

  1. Lockdown é grotesco e totalitário. É muito melhor antecipar feriados, como Covas pretende em SP, porque onera menos os empresários e reduz o transporte coletivo. O Brasil é um país de fanáticos.

Comente