Uncategorized

Presidente do PTB, Edenilso Rossi contesta vereador Professor Euler


O presidente do PTB do Paraná, Edenilso Rossi, protocolou ofício encaminhado ao presidente da Câmara de Vereadores, Tico Kusma, para registrar seu repúdio à moção de protesto dos vereadores contra o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, formulada inicialmente pelo vereador Professor Euler. A notab, na íntegra, é a que segue:

Curitiba, 05 de Abril de 2021
Ofício Nº 0014/2021
Ao Excelentíssimo Presidente da Câmara de Vereadores de Curitiba, VEREADOR TICO KUZMA.

Prezado Senhor,

A Presidência do PTB no Estado do Paraná vem a público contestar a moção de protesto aprovada por vereadores de Curitiba – PR contra o Presidente Nacional do PTB, Roberto Jefferson, Requerimento 413/01/2021;

1. A infeliz e descabida moção foi protocolada pelo Vereador Professor Euler (PSD), que em exercício indevido e oportunístico de sua prerrogativa funcional na Câmara de Curitiba, se valeu deste expediente político e pouco significativo, para censurar os comentários do Presidente Roberto Jefferson sobre a ação violenta e arbitrária de guardas civis de Juiz de Fora – MG;

2. A voz e liderança nacional de Roberto Jefferson são um símbolo de destemor na denúncia dos excessos cometidos nesta pandemia, por lideranças municipais e estaduais, que sob a máscara da defesa da vida e da saúde, mediante decretos inconstitucionais, tem tirado o emprego de muitos;

3. Infelizmente diversos governos municipais têm utilizado abusivamente de sua competência e de suas estruturas fiscalizadoras para imprimir coerção e arbitrariedade, multando, prendendo e apreendendo mercadorias de trabalhadores e comerciantes;

4. A fala do Presidente Roberto Jefferson não deve ser tirada de seu contexto e de sua finalidade, que é a de alertar a população para a crescente escalada da arbitrariedade e da violência estatal contra o particular;

5. Aos vereadores de Curitiba, que em excesso de mandato e astúcia buscaram se imiscuir no debate político nacional, cabe lembrar o limite de seus mandatos, que deve ser marcado pela fiscalização aos atos do prefeito e não subserviência ao mesmo;

6. Se no entendimento do Vereador Professor Euler (PSD) compete tal discussão, pautar assuntos alheios aos interesses de nossa cidade sugerimos a ele, que discuta e também proponha uma menção de repúdio ao presidente nacional de seu partido PSD, SR. GILBERTO KASSAB, que conforme matéria de repercussão nacional virou RÉU POR CORRUPÇÃO PASSIVA, CAIXA 2 ELEITORAL, ASSOCIAÇÃO CRIMINOSA e LAVAGEM DE DINHEIRO da ordem de 16,5 MILHÕES DE REAIS, recebidos da JBS, conforme Denúncia do Ministério Publico Eleitoral do Estado de São Paulo, e acatada com a decisão do Juiz Marco Antônio Martins Vargas da 1ª Vara Eleitoral de SP.

Comente