Uncategorized

O fim-de-semana dos insensatos


Desta pandemia ainda restará a necessidade de um estudo sobre a patologia social revelada na mais completa insensatez de parcelas consideráveis da sociedade. Indiferente aos riscos do coronavírus, sem nenhuma preocupação de caráter social, milhares de curitibanos invadiram os parques, as praças, os clubes neste final-de-semana para aproveitar o sol e o calor. Transgrediram todas as restrições vigentes e determinadas pela Prefeitura e pelo governo estadual, como o distanciamento, não aglomeração, uso de máscara.

As cenas de aglomeração e de pessoas caminhando sem máscaras se tornaram comuns. Em nenhum desses lugares públicos foram vistas equipes de fiscalização ou de policiais para coibir os abusos. E para completar o espetáculo da insensatez, uma carreata de várias centenas de carros marcou o protesto de contra o STF que manteve restrições à realização de missas e cultos religiosos para evitar aglomerações.

Soma-se ao movimento dos parques e praças, uma manifestação ocorrida no bairro Centro Cívico que reuniu cerca de 500 carros. Os organizadores protestavam contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que validou o direito às administrações municipais de vetarem a realização de celebrações religiosas presenciais.

Comente