Uncategorized

Morreu o deputado federal
José Carlos Schiavinato


Morreu deputado federal José Carlos Schiavinato (PP-PR), aos 66 anos, na noite desta terça-feira (13). Ele estava internado desde o mês passado no Hospital Sírio Libanês, em Brasília, para tratamento da covid-19. há um mês morreu sua mulher, Marlene Schiavinato, que também não resistiu ao novo coronavírus.

Schiavinato deixa dois filhos, duas noras e seis netos. Schiavinato nasceu em 12 de setembro de 1954, em Iguaraçu. Foi prefeito de Toledo e deputado estadual de 2015 a 2018. Em 2018, foi eleito deputado federal, com 75.540 votos.


Nota da família de Schiavinato nas redes sociais.

“Esperávamos um milagre. E ele não veio. Ou aconteceu de uma forma que agora não sabemos compreender. José Carlos Schiavinato acabou de falecer na noite dessa terça-feira, 13 de abril. Pedimos a todos que se unam em uma grande oração para um dos homens que mais fez por Toledo e pela região”, escreveu o perfil.

Schiavinato havia dado entrada no Hospital Sírio Libanês, em Brasília, no dia 3 de março. Uma semana depois foi transferido para uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva), sedado e com ventilação mecânica.
Enquanto esteve internado, a mulher dele, Marlene Schiavinato, morreu no dia 12 de março, em Brasília. Ela enfrentava um câncer há cerca de três anos e, segundo a assessoria, Marlene morreu “devido a complicações da doença” que se agravou muito depois de contrair a covid-19. Devido a sua internação, o político não soube da morte da mulher. Schiavinato e Marlene deixam dois filhos e seis netos.

Schiavinato estava em seu primeiro mandato como deputado federal, embora já tivesse mais de 35 anos de vida pública. Engenheiro Civil, formado pela UEM (Universidade Estadual de Maringá), Schiavinato também foi deputado estadual do Paraná (2015-2018) e prefeito de Toledo (PR) por dois mandatos (2005-2012).
Ele era membro titular da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e foi integrante da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).
A defesa do setor produtivo do Brasil estava entre uma de suas principais bandeiras.”

Comente