Uncategorized

Em campanha, Lula chama
Bolsonaro de irresponsável


O ex-presidente Lula (PT) e a deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR) publicaram, nesta 5ª feira (22.abr.2021), um artigo elogiando o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, pela organização da Cúpula de Líderes sobre o Clima.

Em texto divulgado pelo jornal Folha de S.Paulo, os petistas disseram que o evento internacional, marcado para 5ª (22.abr) e 6ª feira (23.abr), colabora para “retomar a esperança no diálogo, na razão e no futuro da humanidade”.

Lula e Gleisi citam Biden nominalmente e afirmam que a organização do evento como seu 1º grande ato na Casa Branca “encerra um período de negacionismo científico e de isolacionismo político que ameaçava a todos”.

O artigo defende que os governos petistas tiveram “avanços na preservação da Amazônia, no combate ao desmatamento e às queimadas e na geração de energia limpa”.

“Entre 2004 e 2015, por exemplo, reduzimos em 79% o ritmo de desmatamento da Amazônia. Criamos 59 milhões de hectares de áreas de proteção de florestas e dos povos que nelas habitam. Foi o que nos credenciou à cooperação soberana com outros países, como Alemanha e Noruega, no Fundo Amazônia”, diz o texto.

Em outro trecho, os líderes petistas dizem defender o “princípio da responsabilidade comum e compartilhada em relação ao meio ambiente, sempre proporcional aos recursos de cada país”.

“Não se pode cobrar de países excluídos historicamente da acumulação de riqueza, à custa da degradação ambiental, o mesmo preço devido pelos que dela se aproveitaram. Não há que sujeitá-los a pressões econômicas nem abandonar os mais frágeis frente às mudanças”.

Os autores defendem que o Brasil participe da Cúpula do Clima de “maneira soberana”. Em seguida, dizem que o país deve atuar “como protagonista, e não como pária”.

O ex-presidente da República e a atual presidente nacional do PT ainda chamam Bolsonaro de irresponsável pela gestão da pandemia do coronavírus no Brasil e cobram que as nações também se reúnam para discutir estratégias de enfrentamento à pandemia.

“Infelizmente, também nesse ponto o atual governo do Brasil jamais atuou de maneira responsável. Nosso povo sofre a maior tragédia de sua história, e o país é visto como ameaça global. Isso não nos impede, ao contrário, de renovar o chamado aos líderes mundiais para uma ação comum para tornar os meios de enfrentar a pandemia acessíveis a todos, ricos e pobres”, diz o artigo.

1 Comentário

Comente