Uncategorized

Ninguém seguras as festas e aglomerações na Grande Curitiba


O grau de alienação de camadas da população de Curitiba e Região Metropolitana é assustador. Não há o que consiga convencê-las da letalidade do coronavírus e sua fácil transmissão pelo contato pessoal. A Polícia Militar atuou no fim-de-semana para impedir festas e aglomerações em Curitiba e Região Metropolitana.

Na capital, points que reúnem jovens voltaram a lotar. Nos municípios vizinhos há festas coletivas em chácaras e clubes fechados. Até em lanchonetes acontecem festas, como a que a PM flagrou em Piraquara, com 120 pessoas. Muitas delas protestam e invocam o presidente Bolsonaro e seu negacionismo como proteção. É o que disse o proprietário da lanchonete, levado à Delegacia de Polícia para se explicar.

A nova tentativa de burlar a polícia agora são os motéis. No bairro do Xaxim, um deles reuniu 80 pessoas para uma grande “suruba”, como definiu um PM. Duas pessoas, depois de se vestirem, foram encaminhadas a Central de Flagrant4es.

Policiais militares e guardas municipais de Curitiba também acabaram com uma festa em um motel na Rua Francisco Derosso, no Xaxim, em Curitiba. A ‘reunião’ reunia cerca de 80 pessoas. De acordo com informações preliminares, duas pessoas foram encaminhadas para a Central de Flagrantes.

1 Comentário

  1. Adelino Zanella Responder

    Se sabem onde esta o maior problema da contaminação porque fechar o comércio q esta teabalhando dentro das regras legais?????????????

Comente