Paraná

Curitiba tem alta nos índices da Covid-19

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou, neste sábado (8), 721 novos casos de covid-19 e 28 mortes São 6.989 casos ativos na cidade, correspondentes ao número de pessoas com potencial de transmissão do vírus. A análise da evolução dos números da pandemia na capital do Paraná revelam que desde o dia 24 de abril, o número de mortes, novos casos e casos ativos não param de crescer.

A taxa de transmissão do vírus estava na sexta (7) em 1,06 e já esteve 0,86 em abril, outro sinal de alerta. Nesta semana, mais de três mil pessoas procuraram por exames RT-PCR de detecção do novo coronavírus. Até a semana passada, esse número girava entre 2.000 e 2.800. Houve também aumento na positividade dos resultados dos exames, acima de 30% nesta última semana de maio em comparação com as semanas de abril.

“Isso é um sinal claro de que mais pessoas na cidade estão com sintomas respiratórios, estão adoecendo e certamente isso logo se refletirá na procura pelos serviços de saúde”, diz Alcides Oliveira, coordenador do Centro de Epidemiologia. “Estamos novamente em tendência clara de subida de casos, portanto reforçar as medidas de cuidados nesse momento de comemoração é bastante necessário”, afirma ele, em relação ao Dia das Mães, comemorado neste domingo (9).

Até o momento foram contabilizadas 4.883 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia. Com os novos casos confirmados, 196.392 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 184.520 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

Leitos do SUS
Neste sábado (8), a taxa de ocupação dos 525 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 está em 92%. Restam 42 leitos livres. A taxa de ocupação dos 726 leitos de enfermarias SUS covid-19 está em 74%. Há 188 leitos vagos.

Capital está na bandeira laranja

Depois de permanecer por 23 dias na bandeira vermelha, Curitiba voltou à bandeira laranja em 5 de abril para a bandeira laranja no combate à pandemia do coronavírus. Com isso, algumas atividades e serviços passaram a funcionar com regras menos rígidas de horário e de modalidades de atendimento. Outras permaneceram suspensas devido ao cenário da pandemia da covid-19 na capital, que ainda exige atenção. Se dos casos continuarem a subir, a Prefeitura deve retornar à bandeira vermelha. Segundo fontes da Prefeitura, isso pode acontecer na semana que vem ou na outra, dependendo da ocupação de leitos

Comente