Brasil

Sem insumos, Butantan vai parar produção da CoronaVac hoje

O Instituto Butantan anunciou nesta 5ª feira (13.mai.2021) que irá parar a produção da CoronaVac a partir dessa 6ª feira (14.mai). De acordo com o instituto, não há mais IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) para a produção da vacina.

“O Butantan aguarda autorização do governo chinês para a liberação de mais matéria-prima necessária para a produção da vacina. Questões referentes à relação diplomática Brasil x China podem, sim, estar interferindo diretamente no cronograma de liberação de novos lotes de insumos“, afirma o Butantan.

O instituto afirma que todo os insumos recebidos em 19 de abril foram processados. O Butantan aguarda uma quantidade de IFA suficiente para produzir mais 18 milhões de doses da vacina. A disponibilização já foi combinada com o Sinovac, laboratório chinês parceiro do Butantan. Mas é necessário que o governo chinês libere as matérias-primas.

Na 2ª feira (10.mai), o diretor do Butantan, Dimas Covas, afirmou que a entrega de vacinas pode atrasar por falta de insumos. Os maiores impactos, segundo ele, devem ser sentidos em junho.

Na ocasião, o diretor do instituto e o governador João Doria (PSDB) atribuíram a dificuldade para o IFA ser liberado à postura do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e de integrantes do governo federal, que fizeram declarações contra a China.

“Cada vez que manifestações são feitas aqui de forma desagradável em relação à China, isso cria dificuldades claramente à autorização do governo chinês para o embarque desses insumos para o Brasil”, afirmou Doria.

O presidente deu a entender que o país asiático criou o vírus. Bolsonaro perguntou retoricamente ao público de um evento na semana passada se a pandemia de covid-19 não poderia ser “uma nova guerra”. Logo depois, fez uma referência oblíqua à China.

“É um vírus novo, ninguém sabe se nasceu em laboratório ou nasceu por algum ser humano ingerir um animal inadequado. Mas está aí”, disse.

O Butantan já entregou 46,1 milhão de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde. Na 4ª feira (12.mai) concluiu o 1º contrato de entrega de vacinas ao PNI (Programa Nacional de Imunização). Na 6ª feira (14.mai), mais 1,1 milhão de doses serão entregues. Não há data para novas entregas depois disso, até que o IFA seja entregue.

Eis a íntegra da nota do Instituto Butantan:

“O Instituto Butantan informa que já distribuiu ao Programa Nacional de Imunizações 46,112 milhões de vacinas. Mais 1,1 milhão será entregue nesta sexta-feira (14).

O Butantan aguarda autorização do governo chinês para a liberação de mais matéria-prima necessária para a produção da vacina. Questões referentes à relação diplomática Brasil x China podem, sim, estar interferindo diretamente no cronograma de liberação de novos lotes de insumos.

Não há qualquer entrave relativo à disponibilização de IFA ao Butantan por parte da biofarmacêutica Sinovac. Todo o IFA recebido em 19/4 já foi processado e, após a entrega desta sexta-feira, a produção será retomada assim que mais insumos chegarem.“

1 Comentário

  1. PEDRO PRIMITIVO GIRARDI Responder

    O GOVERNO FEDERAL JÁ CONSEGUIU MAIS 200 MILHÕES DE VACINAS,,LOGO CHEGA E TUODOS SERÃO VACINADOS AMÉMMMMMMMM

Comente