Tag

andré

Browsing

vargas- cassação

da Folha:

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luís Roberto Barroso negou nesta quarta-feira (10) um pedido apresentado pelo deputado André Vargas (sem partido-PR) em que ele tentava evitar que a Câmara apreciasse seu processo de cassação.

Vargas reclamava da sessão da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), que manteve o relatório do Conselho de Ética da Câmara recomendando a cassação de seu mandato. De acordo com o parlamentar, dois suplentes votaram na ocasião e não haviam sido formalmente nomeados para o colegiado. Ele também alegou que não teve o direito de se defender. Com isso, queria derrubar a sessão da CCJ e anular seus efeitos, o que faria com que o processo retrocedesse em algumas etapas, evitando que o plenário pudesse votar hoje seu pedido de cassação.

Da Gazeta do Povo:

Alvo de processo por quebra de decoro parlamentar, o deputado federal André Vargas (sem partido- PR) pode escapar da cassação – o que faria com que não perca os direitos políticos e possa concorrer em futuras eleições. Vargas é processado por suas ligações com o doleiro Alberto Yousseff, um dos pivôs da Lava Jato. A cassação dele seria analisada nesta semana, mas Vargas fez uma cirurgia e pediu para adiar a sessão, que foi remarcada para os dias 3 ou 4 de dezembro. Mas a cúpula da Câmara agora remarcou a sessão para o dia 10, a uma semana dos encerramentos dos trabalhos da Casa. No ano que vem, os novos deputados tomam posse e a cassação de Vargas, que não se reelegeu, não poderá ser votada.

Andre-Vargas

Por falta de quórum, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados adiou, pela quarta vez, a análise de um recurso do deputado André Vargas (PT-PR), que contesta um parecer do Conselho de Ética pedindo a cassação de seu mandato. Uma nova reunião da CCJ foi marcada para hoje. Vargas é acusado de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, investigado pela Polícia Federal no âmbito da operação Lava Jato, que apura um esquema de lavagem de dinheiro que pode ter movimentado R$ 10 bilhões. As informações são da Agência Estado.

andré macias - foto

De Leonardo Mendes Junior, na Gazeta do Povo:

O empresário de turismo André Macias anuncia na segunda-feira se será candidato a presidente do Coritiba. Macias só dará entrevistas caso vá disputar a eleição. Se decidir não participar do pleito, apenas emitirá um breve comunicado. A ideia é não inflamar ainda mais o ambiente em uma eleição da qual, na segunda hipótese, ele não participaria.

Do Globo:

Pela segunda semana consecutiva, a falta de quórum inviabilizou a leitura e votação do parecer do deputado Sérgio Zveiter (PSD-RJ) sobre o recurso do deputado André Vargas (sem partido-PR) na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ). Vargas questiona a condução, no Conselho de Ética da Casa, do processo que resultou na recomendação da cassação de seu mandato. Enquanto a votação se arrasta na Câmara, Vargas ganha tempo na tramitação de outro processo contra ele no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que poderá beneficiá-lo. O PT pediu o mandato dele na justiça eleitoral. O deputado perderia o atual mandato (que acaba em janeiro de 2015) por infidelidade partidária, mas poderia evitar a cassação do mandato pela Câmara e seu enquadramento na Lei da Ficha Limpa, o que tornaria Vargas inelegível por oito anos.

Foto: Joel Silva / Folhapress aécio foto joel silva folha press
O candidato Aécio Neves (PSDB) foi o mais votado para presidente em 24 dos 39 municípios da Grande São Paulo, incluindo os que compõem o ABC paulista, conhecido por ser uma região de predominância do PT, onde Lula iniciou sua trajetória como sindicalista e político. O domínio de Aécio na região já faz com que o comitê petista trabalhe com a hipótese de Aécio ultrapassar Dilma já nas próximas pesquisas, conforme mostra a reportagem da Folha de S. Paulo.

Confira abaixo os números de cada município.

Radar, Veja:

O deputado Andre Vargas anda feliz da vida. Primeiro figurão da política a eclodir do escândalo relacionado ao doleiro Alberto Youssef, o parlamentar estava na iminência de perder o mandato. A cassação era dada como certa, até que surgiram o ex-diretor Paulo Roberto Costa, a delação premiada e a lista dos envolvidos com os milionários desvios da Petrobras.

Perto dos nomes que apareceram, o ex-petista Vargas se considera um peixinho entre tubarões. Ele aposta que vai concluir o mandato sem ser admoestado e já voltou a viajar de avião de carreira, o que evitava com medo de ser hostilizado pelos passageiros.

O senador Roberto Requião (PMDB) não se arrepende de ter apoiado o deputado André Vargas (PT), envolvido em denúncias de favorecimento ao doleiro Alberto Youssef. O registro da entrevista feita ontem com o senador na RPC foi postado pelo canal “Xô Requião”. O canal lembra ainda que Requião exaltou seus ex-secretários Ênio Verri e Ligya Pupatto, ambos do PT, e que também já foram condenados por improbidade.