Tag

assembleia

Browsing

romanelli alep

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Claudio Romanelli ( PMDB) rebateu nesta quarta-feira, 3, as afirmações de deputados da oposição sobre o envolvimento do governador Beto Richa com o desvio de recursos investigados na Operação Quadro Negro. “Repudio qualquer acusação ou insinuação que possa haver sobre a existência de caixa 2 na campanha eleitoral e reafirmo minha confiança que possam ter sido injustamente acusados. O governo não tem absolutamente nada a esconder e quer a transparência”, disse.

Romanelli lembrou que foi o governo do Estado que deu início às investigações sobre os desvios ocorridos nas obras de escolas públicas. “O governo agiu, tem agido e continuará a agir para apurar com rigor doas as responsabilidades“, disse.

A Assembleia Legislativa começa votar nesta terça-feira, 8, a prestação de contas do Governo do Paraná referente aos anos de 2011, 2012 e 2013. Os relatórios foram aprovados pelo Tribunal de Contas do Paraná e já passaram, na Assembleia, pela aprovação da Comissão de Tomada de Contas. As contas seguem o mesmo trâmite de outros projetos, passando por dois turnos de votação e um final para a redação.

felipe francischini

Os deputados aprovaram o projeto de lei que revoga o título de cidadão honorário do Paraná concedido ao ex-ministro José Dirceu. A votação na sessão nesta terça-feira (17) passou em primeiro turno com 23 votos favoráveis e 5 contrários, e 6 abstenções. O projeto do deputado Felipe Francischini (SD) retorna ao plenário nesta quarta-feira (18), em segunda discussão.

Segundo Francischini, José Dirceu, ex-chefe da Casa Civil do governo lula, que cumpre pena por participação no escândalo do “Mensalão” e também está sob investigação por envolvimento no esquema de corrupção na Petrobrás, não se enquadra mais nos preceitos exigidos para a concessão da honraria. O projeto revoga a lei estadual do governador Roberto Requião (PMDB) que concedeu o título. “Não é justo alguém com condenação por crimes contra a Administração Pública e corrupção ter uma honraria como esta,” afirma Francischini. “A honraria é dada para quem tem reputação ilibada. E reputação ilibada é o que ele não tem”, acrescentou.

novo auditorio - alep

O presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), inaugura nesta terça-feira (22), às 13h15, um novo auditório na ALEP. O auditório é destinado às comissões técnicas, mas vai servir também para receber reuniões e audiências públicas do Legislativo.

O novo auditório fica no terceiro andar (piso 2B) do prédio do Plenário, e dispõe de moderna infraestrutura além de ferramentas tecnológicas de multimídia. Terá mais conforto e espaço para aqueles interessados em acompanhar as frequentes reuniões e audiências públicas do Legislativo.

traiano 3

Ao conduzir um grupo de prefeitos da região Sudoeste ao Palácio Iguaçu, nesta terça-feira, 18, para a assinatura de uma ordem de serviço para obras de sinalização em 104 municípios, o deputado Ademar Traiano (PSDB), presidente da Assembleia, destacou que o Paraná “fez a lição de casa, deu a volta por cima, e está voltando a investir”. Isso acontece, destacou, enquanto “outros estados encontram sérias dificuldades para administrar suas contas. Até mesmo para honrar a folha de pagamentos”.

Segundo Traiano, “o Paraná teve a coragem de fazer os duros ajustes necessários para preparar a economia para enfrentar a grave crise econômica produzida pela inépcia do governo federal. Neste momento, quando o Paraná volta a investir e vê seus indicadores econômicos melhorarem, a maioria dos estados brasileiros mergulha em uma crise profunda”, destacou.

ricardo barros-alep

O deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) conversou nesta segunda (13) na Assembleia Legislativa com os deputados sobre as negociações que envolvem a delegação das concessões das rodovias, a redução da tarifa do pedágio e os investimentos nas estradas federais no Paraná.

Barros se disse a favor da redução da tarifa o mais breve possível e da conclusão de obras de duplicação e outras melhorias. “É importante promovem um grande debate sobre o tem que beneficie todos os paranaenses. Vamos ouvir todos. Eu, por exemplo, defendo a redução já das tarifas”.

Usar recursos previstos em regimento para desmanchar acordos duramente costurados, apenas com o objetivo de salvaguardar a imagem de alguns deputados perante os servidores estaduais, prejudica os próprios trabalhadores.

Editorial, Gazeta do Povo:

O Paraná inteiro sabe o quanto custou o acordo para se votar o projeto de lei que concederia aumento de 3,45% aos servidores públicos do estado. O reajuste acertado deveria ser o capítulo final de uma novela iniciada no começo do ano e que envolve o esforço fiscal do estado para colocar em ordem suas contas, a greve dos professores e de várias outras categorias de servidores, a invasão do plenário da Assembleia Legislativa para impedir a votação de um projeto sobre a Paranaprevidência, e o tristíssimo episódio de 29 de abril, em que confronto entre polícia e professores deixou mais de 200 feridos. O estado inteiro – não apenas os servidores, mas também aqueles que deles dependem, como os alunos da rede estadual – sofreu, e esperava-se que, uma vez acertados os termos do reajuste salarial, seria possível retomar a normalidade.

imagem

do Bem Paraná:

Os deputados estaduais acabam de aprovar, em primeira votação, o projeto que reajusta os salários dos servidores estaduais. A segunda votação, do mérito da matéria, contudo, ficou para a sessão da próxima segunda-feira (15).

O projeto prevê reajuste de 3,45% de reajuste em parcela única a ser paga em outubro – relativa à inflação de maio a dezembro de 2014. Também prevê ainda que, em janeiro de 2016, os servidores receberiam outros 8,5% – referente à inflação estimada para janeiro a dezembro deste ano. E em janeiro de 2017, além da reposição da inflação de 2016 medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Ampliado (IPCA), eles teriam outros 1% de aumento – para recompor as perdas pelo parcelamento dos reajustes anteriores.