Tag

aumento

Browsing

Do reajuste de 14,6% na tarifa residencial da luz, definido na terça pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), apenas 0,34% corresponde a custo da Copel. O restante é custo do sistema elétrico nacional e da compra de energia nos leilões do governo federal. Com o nível baixo nos reservatórios das hidrelétricas do País, o Operador Nacional do Sistema tem acionado usinas térmicas constantemente desde 2012, por isso o preço da energia está bem mais caro nos últimos anos.

beto richa - rpc

O governador Beto Richa ressaltou nesta quarta-feira (25), em entrevista à RPCTV, em Curitiba, a necessidade urgente da volta às aulas nas escolas estaduais do Paraná. “Sou democrático, aberto ao diálogo e ao entendimento, reconheço o direito de todos se manifestarem. Evidentemente, a greve não é desejada e estamos trabalhamos para, o mais rápido possível, chegarmos a um entendimento”, afirmou Richa. “Praticamente tudo já foi atendido e muitas das reivindicações já estavam encaminhadas mesmo antes da greve”, disse Richa. “Nossos alunos precisam voltar para a sala de aula” complementou.

Dois encargos setoriais poderão elevar a conta de luz da indústria em até 53% a partir do mês que vem e provocar protestos na Justiça. Além do custo da energia, cada empresa terá de arcar com mais R$ 79 por megawatt-hora para subsidiar programas sociais, pagar despesas do setor e custear a operação das termoelétricas. Essas usinas estão funcionando ininterruptamente para poupar a pouca água que restou nos reservatórios por causa da seca no Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. As informações são do Estadão.

O IPCA começou o ano pressionado, com alta de 1,24% em janeiro, a maior desde fevereiro de 2003 (1,57%), segundo o IBGE. Em dezembro, o índice já havia sido elevado (0,78%), resultado que levou o IPCA a fechar o ano de 2014 muito perto do limiar da meta do governo – ficou em 6,41% para um teto de 6,5%. O índice acumulado nos últimos 12 meses fechou em 7,14%, atingindo a maior alta desde setembro de 2011.

fruet - onibus

de Rogério Galindo, Caixa Zero, Gazeta do Povo:

O prefeito Gustavo Fruet (PDT) deve anunciar na sexta-feira o novo valor da tarifa de ônibus de Curitiba. O preço que será cobrado dos passageiros ainda não está definido, mas a ideia inicial é aplicar apenas a inflação aos atuais salários de cobradores e motoristas (que representam cerca de 50% da tarifa) e repor os custos dos insumos do sistema. Com isso, a passagem deve ficar pouco acima de R$ 3,00. Possivelmente, ficará em R$ 3,05.

LEVY - JOA

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, anunciou ontem uma série de aumentos de impostos, que deve incrementar o caixa do governo em R$ 20 bilhões neste ano. O pacote incluiu a volta da Cide, zerada desde 2012, e aumento do PIS/Cofins sobre a gasolina. A alta da tributação de combustíveis representará uma arrecadação extra de R$ 12,2 bilhões, avaliou o secretário da Receita, Jorge Rachid.

do Ricardo Noblat:

Anote aí. Aumento de impostos? Não. Não existe. Existe ajuste. Ou ajuste fiscal para pôr em ordem as contas públicas.

Quer dizer que as contas estavam em desordem? Estavam, sim. Por culpa de quem? Do governo.

Dilma atravessou a campanha eleitoral dizendo que não haveria aumento de impostos. E que a casa estava em perfeita ordem.

Uma vez eleita, autoriza seus ministros a dizerem o contrário. Mas com jeito. Com o cuidado de não deixá-la mal.

E o apagão de energia, hein?

Dilma sempre disse que não haveria. E nunca se preocupou em fazer o país poupar energia.

Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo/Arquivo
tributos_141214

de José Marcos Lopes, Gazeta do Povo:

A carga tributária brasileira deverá chegar ao maior nível de sua história em 2015. Assim que foi anunciado o resultado das eleições de outubro, o governo federal e os governos estaduais começaram a se articular para aumentar a arrecadação, seja por meio do aumento de tributos, seja ressuscitando impostos, como a Contribuição Provisória Sobre Movimentações Financeiras (CPMF).