Tag

bancada

Browsing

p teixeira1

Trinta e três deputados do PT assinaram um manifesto que, entre outros pontos, reconhece erros cometidos pela legenda, pede a revisão da política de alianças e a renovação da direção do partido. O documento é encabeçado por parlamentares da corrente Mensagem ao Partido, da qual fazem parte o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o ex-governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro. Apesar disso, o deputado Paulo Teixeira (SP) afirmou que também há signatários de outras cinco tendências: Articulação de Esquerda, Movimento PT, Militância PT, Construindo um Novo Brasil (CNB) e Esquerda Popular Socialista (EPS). As informações são do Estadão.

unnamed

O deputado federal João Arruda (PMDB-PR) acompanhou nesta terça-feira (12) a vice-governadora Cida Borghetti e o secretário de Estado de Saúde, Michele Caputo Neto numa audiência com o ministro da Saúde Arthur Chioro. Em pauta, a dívida do governo federal com o Paraná.

Foi definido que a bancada, em parceria com o governo do Estado, criará um grupo de trabalho para auxiliar o Paraná.

reuniao_-

A cobrança da dívida bilionária do governo Dilma Rousseff (PT) com o Paraná nas áreas de saúde, serviços e infraestrutura será prioridade dos deputados e senadores paranaenses no Congresso Nacional, segundo o líder da bancada, deputado João Arruda (PMDB). O tema foi tratado na reunião de Arruda com o governador Beto Richa (PSDB) na última quinta-feira, 2, no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

Foto: Roberto Dziura Jr joao arruda -Roberto Dziura Jr

de André Gonçalves, Gazeta do Povo:

Adversário político do governador Beto Richa (PSDB), o deputado federal João Arruda (PMDB) foi eleito nesta quarta-feira (25) à noite coordenador da bancada federal do Paraná. Arruda disputou o cargo contra o também deputado Ricardo Barros (PP), que foi secretário de Indústria e Comércio na primeira gestão Richa e é marido da vice-governadora, Cida Borghetti (Pros). Barros retirou a candidatura quando a votação havia começado.

cervero e duque1

Houve certo espanto com a quantidade de políticos do PP – são 31 entre deputados, ex-deputados, ex-ministros e até vice-governador de Minas Gerais – arrolados nos inquéritos que serão respondidos no STF. É fácil explicar. A Procuradoria-Geral da República se baseou, ao apresentar as petições no STF, nas delações do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e do doleiro Alberto Youssef. Costa foi uma indicação do PP e o operador desse esquema era Youssef. Os primeiros processos no STF, com suspeita de desvio de mais de R$ 1 bilhão da Petrobrás, são restritos ás delações de Costa e Youssef.

Os deputados da oposição lutam com todos os argumentos contra a realização da sessão da Assembleia, hoje, às 14h30, no prédio administrativo da Casa. A insegurança aventada por eles é roduzida pelos manifestantes que eles apoiam. Ou seja, o argumento soa a deboche.

Nota Oficial da Bancada de Oposição na Alep

A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa se manifesta contrária à realização da sessão plenária da tarde desta quinta-feira (12), programada para às 14h30, no prédio administrativo da Casa.

Os parlamentares informam que não há condições para a realização da sessão, seja dentro ou fora das instalações do Legislativo, tanto para parlamentares, servidores da Casa e trabalhadores que se manifestam contra a votação, em Comissão Geral, do “pacote de maldades” do governo.

unnamed

A bancada do PT na Câmara dos Deputados começará o ano legislativo em 1º de fevereiro menor do que saiu das urnas. Seis parlamentares eleitos assumiram cargos nos governos estaduais e federal e seus suplentes são de outras siglas, reduzindo a bancada de 69 para 63 deputados. O PT deixará de ter o maior número de deputados e será ultrapassado pelo PMDB, que não perdeu nenhuma das 66 vagas até agora.

Para efeito de distribuição de cargos, o critério da proporcionalidade seguirá o número de eleitos em outubro, ou seja, o PT ainda será considerado maior partido porque elegeu mais parlamentares. A preocupação dos líderes da legenda é que, com uma base aliada menor, será mais difícil aprovar temas de interesse do governo.

bancada pmdb

A bancada do PMDB no Senado não foi à posse ontem da ministra da Agricultura, a senadora do partido Kátia Abreu (TO). Dos 19 integrantes do partido na Casa, apenas três estiveram no encontro: além de Kátia, o senador licenciado Eduardo Braga (PMDB-AM), novo titular do Ministério de Minas e Energia, e um dos vice-presidentes do PMDB, senador Valdir Raupp (RO). As informações são do Estadão.