Tag

bancada

Browsing

claudia pereira

A bancada do PSC na Assembleia Legislativa deve ficar reduzida a três deputados: Pastor Gilson de Souza, Paranhos e Claudia Pereira. Os outros nove deputados devem acompanhar Ratinho Jr ao PSD: Alexandre Guimarães, Palozi, Cobra Repórter, Evandro Araújo, Guto Silva, Hussein Bakri, Marcio Nunes, Wilmar Reichembach e Missionário Arruda. Dos nove, seis já confirmaram que seguem com Ratinho Jr.

p teixeira1

Trinta e três deputados do PT assinaram um manifesto que, entre outros pontos, reconhece erros cometidos pela legenda, pede a revisão da política de alianças e a renovação da direção do partido. O documento é encabeçado por parlamentares da corrente Mensagem ao Partido, da qual fazem parte o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o ex-governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro. Apesar disso, o deputado Paulo Teixeira (SP) afirmou que também há signatários de outras cinco tendências: Articulação de Esquerda, Movimento PT, Militância PT, Construindo um Novo Brasil (CNB) e Esquerda Popular Socialista (EPS). As informações são do Estadão.

unnamed

O deputado federal João Arruda (PMDB-PR) acompanhou nesta terça-feira (12) a vice-governadora Cida Borghetti e o secretário de Estado de Saúde, Michele Caputo Neto numa audiência com o ministro da Saúde Arthur Chioro. Em pauta, a dívida do governo federal com o Paraná.

Foi definido que a bancada, em parceria com o governo do Estado, criará um grupo de trabalho para auxiliar o Paraná.

reuniao_-

A cobrança da dívida bilionária do governo Dilma Rousseff (PT) com o Paraná nas áreas de saúde, serviços e infraestrutura será prioridade dos deputados e senadores paranaenses no Congresso Nacional, segundo o líder da bancada, deputado João Arruda (PMDB). O tema foi tratado na reunião de Arruda com o governador Beto Richa (PSDB) na última quinta-feira, 2, no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

Foto: Roberto Dziura Jr joao arruda -Roberto Dziura Jr

de André Gonçalves, Gazeta do Povo:

Adversário político do governador Beto Richa (PSDB), o deputado federal João Arruda (PMDB) foi eleito nesta quarta-feira (25) à noite coordenador da bancada federal do Paraná. Arruda disputou o cargo contra o também deputado Ricardo Barros (PP), que foi secretário de Indústria e Comércio na primeira gestão Richa e é marido da vice-governadora, Cida Borghetti (Pros). Barros retirou a candidatura quando a votação havia começado.

cervero e duque1

Houve certo espanto com a quantidade de políticos do PP – são 31 entre deputados, ex-deputados, ex-ministros e até vice-governador de Minas Gerais – arrolados nos inquéritos que serão respondidos no STF. É fácil explicar. A Procuradoria-Geral da República se baseou, ao apresentar as petições no STF, nas delações do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, e do doleiro Alberto Youssef. Costa foi uma indicação do PP e o operador desse esquema era Youssef. Os primeiros processos no STF, com suspeita de desvio de mais de R$ 1 bilhão da Petrobrás, são restritos ás delações de Costa e Youssef.

Os deputados da oposição lutam com todos os argumentos contra a realização da sessão da Assembleia, hoje, às 14h30, no prédio administrativo da Casa. A insegurança aventada por eles é roduzida pelos manifestantes que eles apoiam. Ou seja, o argumento soa a deboche.

Nota Oficial da Bancada de Oposição na Alep

A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa se manifesta contrária à realização da sessão plenária da tarde desta quinta-feira (12), programada para às 14h30, no prédio administrativo da Casa.

Os parlamentares informam que não há condições para a realização da sessão, seja dentro ou fora das instalações do Legislativo, tanto para parlamentares, servidores da Casa e trabalhadores que se manifestam contra a votação, em Comissão Geral, do “pacote de maldades” do governo.

lui

O desembargador Luis Espíndola, do Tribunal de Justiça do Paraná, negou provimento à tentativa da bancada de oposição para barrar a comissão geral na sessão de hoje na Assembleia Legislativa (leia mais sobre a manobra aqui). Para o magistrado, a decisão da Presidência e Mesa Diretora da Alep seguiram todas as normas do processo legislativo “Tendo sido observadas as disposições regimentais, não se vislumbra, por ora, violação ao devido processo legislativo, ao direito de oposição ou qualquer outro poder-dever inerente ao mandado legislativo a ser amparado pela via mandamental”, diz trecho da decisão. Espíndola destacou ainda que a oposição acusou a mesa diretora de abuso de poder mas não comprovou a acusação.

Veja a íntegra decisão:

unnamed

A bancada do PT na Câmara dos Deputados começará o ano legislativo em 1º de fevereiro menor do que saiu das urnas. Seis parlamentares eleitos assumiram cargos nos governos estaduais e federal e seus suplentes são de outras siglas, reduzindo a bancada de 69 para 63 deputados. O PT deixará de ter o maior número de deputados e será ultrapassado pelo PMDB, que não perdeu nenhuma das 66 vagas até agora.

Para efeito de distribuição de cargos, o critério da proporcionalidade seguirá o número de eleitos em outubro, ou seja, o PT ainda será considerado maior partido porque elegeu mais parlamentares. A preocupação dos líderes da legenda é que, com uma base aliada menor, será mais difícil aprovar temas de interesse do governo.