Tag

caixa

Browsing

A Caixa Econômica Federal começou a operar nesta terça-feira (16) o programa de crédito para micro e pequenas empresas que conta com garantia da União e taxas de juros mais baixas que as de mercado.

O Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte) foi aprovado pelo Congresso para facilitar o acesso ao crédito de pequenos negócios que sofrem com a pandemia do novo coronavírus.

O governo disponibilizou R$ 15,9 bilhões, que serão usados como garantia dos empréstimos. Todos os bancos podem aderir ao programa. A Caixa informou ter disponibilizado R$ 3 bilhões para essas operações.

O Governo do Paraná anunciou o repasse de R$ 7,025 bilhões aos municípios a título de transferências do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) de janeiro a novembro deste ano. O valor é 17,6% maior que os repasses de R$ 5,973 bilhões realizados em igual período de 2014, o que significa cerca de R$ 1 bilhão a mais.

Só em ICMS, os repasses aos municípios paranaenses somaram R$ 5,580 bilhões nos 11 meses de 2015, o que representa crescimento de 13,3% na comparação com os R$ 4,926 bilhões transferidos em igual período de 2014.

vargas. caixa

Os negócios sob suspeita entre a Caixa Econômica Federal e a IT7 Sistemas, de um irmão do ex­-deputado André Vargas (ex-PT), somam quase R$ 90 milhões. Segundo investigações da Operação Lava Jato, a empresa de tecnologia contratada pelo banco público era usada pelo ex­-parlamentar como duto de propinas. As informações são do Estadão.

ricardo 1hoffmann

O publicitário Ricardo Hoffmann, preso sob suspeita de ter pago propina ao ex-deputado André Vargas (ex-PT) para conseguir contratos com órgãos do governo como o Ministério da Saúde e a Caixa Econômica Federal, decidiu fazer acordo de delação premiada para ter pena menor. As informações são da Folha de S. Paulo.

O acordo deve ser assinado nos próximos dias, de acordo com três profissionais que participam das negociações. Hoffmann é acusado de usar fornecedores da agência da qual era vice-presidente em Brasília, a Borghi Lowe, para fazer repasses de R$ 3,17 milhões para uma empresa controlada pelo ex-deputado, que deixou o PT no ano passado e está sem partido.

lula - vaccari

do Claudio Humberto:

A língua do ex-tesoureiro do PT João Vaccari é muito temida em razão de suas ligações íntimas com o ex-presidente Lula. São tão ligados que Vaccari chegou a ser nomeado presidente da Caixa Econômica Federal no primeiro governo Lula. Não assumiu porque não tinha nível universitário. Depois, Vaccari fez o curso de Relações Internacionais de olho na boquinha. Mas era tarde. O supercargo na Caixa nunca veio.

A pretensão de Lula, nomeando Vaccari na Caixa, causou estranheza até nos lulistas mais empedernidos. Sabe-se agora porquê. Stalinista fervoroso, Vaccari virou tesoureiro do PT pela fidelidade a Lula. É capaz de pegar pena longa para proteger o ídolo.

Lula não parece seguro quanto à lealdade de Vaccari, a julgar pelos recados nervosos enviados ao ex-tesoureiro. Vaccari foi ao sacrifício na cooperativa dos bancários de São Paulo (Bancoop) para “limpar” o roubo, por lealdade a Lula e ao PT.

funcionária - cef

da Banda B:

Uma bancária da Caixa Econômica Federal (CEF) foi presa pela Polícia Federal (PF), na manhã desta terça-feira (7), acusada de integrar uma quadrilha que roubou R$ 800 mil de uma agência de Maringá (Norte) em agosto do ano passado. A PF apreendeu R$ 430 mil na casa da funcionária e prendeu um rapaz que pode ter ajudado no crime.

Foto: Cleber Junior / Agência O Globo caixa-1 - cleber junior - o globo

d’O Globo:

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira, a Operação Dolos, para desarticular um esquema de fraudes em cem contratos de financiamentos de imóveis na Caixa Econômica Federal. O prejuízo estimado é de R$ 102 milhões e a organização criminosa atuaria em três agências no Rio (Pio X, no Centro; Riachuelo, no Bairro de Fátima, e Lote XV, em Duque de Caxias), além de ligações com São Paulo e Minas Gerais.

eleonora fruet--2

A secretária de Finanças de Curitiba, Eleonora Fruet, fez a prestação de contas da prefeitura em audiência pública, hoje pela manhã, na Câmara de Vereadores. Instada pela imprensa, Eleonora descreveu um quadro recessivo nas contas municipais e disse que se a arrecadação continuar em queda, o que está acontecendo nos últimos meses, e com o dissídio coletivo dos servidores municipais marcado para abril, periga o município ficar sem caixa para pagar em dia os salários do funcionalismo. A irmã do prefeito Gustavo Freut (PDT), porém, não quis acusar o governo federal que, de resto a pagar, deve R$ 228,4 milhões para Curitiba. Desse montante, mais de R$ 11 milhões são referentes ao repasse para as obras dos postos de saúde, em atraso de mais de um ano na capital.

beto -- richa

O governador Beto Richa vai encarar um período de turbulências. A malta corporativista ameaça com protestos, manifestações e insultos. Compreende-se. Enfim um governador decidiu sepultar vícios políticos da nossa tradição tupiniquim, a começar pelo hábito de governar para unicamente garantir a próxima eleição, e se pôs a administrar o Estado com obstinada determinação de reduzir despesas, enxugar a máquina e corrigir desvios acumulados em décadas por uma estrutura burocrática mal acostumada a benesses e boa dose de laborfobia.