Tag

Câmara

Browsing

Fernando Tupan

O empresário Afonso Rangel será o candidato a prefeito pelo PRP em Curitiba. Rangel é pro-reitor da Universidade Tuiuti e ex-piloto de Stockcar e Turismo. Em 2012 disputou a vereança pelo PTB e obteve 937 votos. A chapa de vereadores será completa e o partido espera fazer duas cadeiras no legislativo. O último parlamentar da legenda foi Caíque Ferrante, entre 2009 a 2012. A pulverização de candidaturas irá diminuir o tempo de televisão e rádio no horário eleitoral gratuito do prefeito Gustavo Fruet (PDT) que até o momento só tem apoio do PV e do PTB, partidos sem densidade de deputados federais.

rodrigo maia

Com 285 votos, deputado derrotou seu adversário, Rogério Rosso (PSD-DF), que teve 170 votos; cargo ficou vago após renúncia de Cunha.

Com a ajuda do Palácio do Planalto e da antiga oposição, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi eleito ontem presidente da Câmara para um mandato-tampão até fevereiro de 2017. Com 285 votos no segundo turno, ele derrotou o candidato Rogério Rosso (PSD-DF), do Centrão, bloco formado por 13 partidos e aliado do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que renunciou ao cargo na quinta-feira passada. Foram 170 votos para Rosso e cinco brancos. Ao ser anunciado o resultado, deputados gritaram “Fora Cunha”. As informações são do Estadão.

camara

A eleição para o mandato tampão na Câmara, que ocorre nesta quarta-feira (13), superou as expectativas e encerrou a manhã do dia do pleito com 16 inscritos. Em um dia de mais negociações e conversas, os concorrentes têm até as 15h para voltar atrás e retirar seus nomes.

Às 12h, quando o prazo para inscrição havia se encerrado, eram 17 os candidatos. Beto Mansur (PRB-SP), porém, desistiu do pleito, reduzindo o número para 16. As informações são da Folha de S. Paulo.

giacobo

O deputado Fernando Giacobo (PR-PR), que vem conduzindo as sessões após o afastamento e renúncia de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), lançou no final de semana sua campanha para o mandato tampão na Câmara dos Deputados, até fevereiro de 2017.

“Não sou candidato da situação e nem da oposição”, afirmou Giacobo, que tem apoio de seu partido para concorrer ao cargo. Ele é segundo-vice da Câmara, e o único da atual Mesa Diretora que consegue aceitação do Plenário para conduzir os trabalhos.

(foto: Câmara dos Deputados)

16139342

O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), exonerou nesta sexta-feira, 8, o secretário-geral da Mesa Diretora, Silvio Avelino. O pepista não gostou de ver publicado no Diário da Câmara a decisão da reunião do colégio de líderes que antecipou de quinta-feira, 14, para terça-feira, 12, a eleição do novo presidente da Casa.

Avelino contou que Maranhão o comunicou na manhã desta sexta-feira e disse que precisava do cargo porque a conjuntura política havia mudado. O cargo de secretário-geral da Mesa é uma função de confiança do presidente da Câmara, é ocupado por um servidor de carreira e um dos postos mais importantes na hierarquia dos funcionários. Avelino foi convidado pelo deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para substituir, no início de 2015, Mozart Vianna, que hoje assessora o presidente em exercício, Michel Temer. As informações são do Estado de S. Paulo.

reuniao-de-lideres

Em uma reunião tumultuada, líderes partidários anteciparam a eleição para presidência da Câmara dos Deputados para terça-feira (12). A decisão contraria despacho do presidente interino da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), que havia marcado sessão extraordinária para quinta-feira (14). As informações são do Diário do Poder.

B7YDWH-1

O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), convocou para o dia 14 de julho, próxima quinta-feira, a eleição para a presidência da Câmara dos Deputados. Os candidatos poderão se inscrever até as 12h do mesmo dia e a eleição acontecerá às 16h.
Líderes partidários ainda farão uma reunião às 17h para discutir os detalhes da eleição do presidente da Câmara. Mais cedo, eles defendiam que o processo deveria ser acelerado e que a eleição acontecesse entre segunda, 11, e terça-feira, 12, no máximo. Maranhão se antecipou e convocou a eleição para o final da semana, véspera do recesso parlamentar. As informações são do Estadão.

deputados-

Na noite desta quarta-feira, 6, na Câmara dos Deputados, sete dos 30 deputados paranaenses votaram contra o Estado no projeto de lei que prevê a renegociação das dívidas estaduais com a União. A liderança do governo entrou com requerimento pedindo regime de urgência ao projeto, o que dava celeridade na votação da proposta que pode gerar uma economia de R$ 500 milhões neste ano ao Paraná.

mesa-diretorio

O governo do presidente interino, Michel Temer, sofreu nesta quarta-feira a primeira grande derrota na Câmara dos Deputados e não conseguiu aprovar o requerimento para dar urgência ao projeto de renegociação da dívida dos estados com a União. Por apenas quatro votos, o requerimento foi rejeitado. Foram 253 votos a favor, 131 contra e duas abstenções. Para aprovar esse tipo de pedido, são necessários 257 votos favoráveis. As informações são de Manoel Ventura n’O Globo.