Tag

carlos lupi

Browsing

traiano e lupi1

O presidente nacional do PDT e ex-ministro do Trabalho, Carlos Lupi, visitou hoje (6), no início da tarde, o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB). Lupi veio ao Paraná para dar a largada a um projeto para aumentar o número de filiados e participar de uma reunião com os diretórios municipais do partido além de se reunir com deputados, ex-deputados e lideranças do PDT no Paraná.

Os dois políticos analisaram a difícil conjuntura nacional, que combina crise econômica (inflação e desemprego crescente) e política que está colocando em pauta até mesmo a continuidade do mandato da presidente Dilma Rousseff (PT). Traiano adiantou ao presidente do PDT que o Paraná está fazendo a lição de casa. O estado promoveu um duro ajuste fiscal, que já produz resultados importantes e deve retomar os investimentos com força no próximo ano.

lupi-dias

Pressionada para elevar um representante da bancada da Câmara a posto de destaque no governo Dilma, a cúpula do PDT marcou para o próximo dia 14 de julho reunião entre parlamentares e a executiva da legenda. O encontro será realizado para discutir a permanência de Manoel Dias no comando do Ministério do Trabalho. Na lista dos cotados para substituir Dias estão os deputados Afonso Motta (RS), Ronaldo Lessa (AL) e Sérgio Vidigal (ES). As informações são do Estadão.

carlos lupi1_

de Josias de Souza, no UOL:

O que os políticos dizem espontaneamente em público nunca é tão importante quanto o que você ouve sem querer atrás da porta. Repare no que acaba de acontecer com o presidente do PDT, Carlos Lupi. Discursando para filiados do partido, em São Paulo, Lupi golpeou o petismo e os governos Lula e Dilma Rousseff abaixo da linha da cintura. Foi escutado pela repórter Isadora Peron, que obteve uma gravação do discurso.

cl
Se a primeira leva de nomeação de novos ministros de Dilma decepciona, com raras exceções, a segunda promete ser pior, a começar pelo PDT que voltará a comandar o Ministério do Trabalho, palco de uma faxina devido às denúncias sobre a instalação de “uma fábrica de sindicatos” lá dentro. E quem comandou as conversações foi o mesmo Carlos Lupi, que na época foi defenestrado da Pasta, por conta das denúncias, que recusou a Previdência. Na falta de quem queira aceitar, poderá ir para Carlos Gabas, secretário-executivo do ministério, aquele que levou Dilma passear de moto pela noite de Brasília.